Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

__________________VERSÍCULOS DO DIA ______________

E, tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça, e em sua mão direita uma cana; e, ajoelhando diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve, Rei dos judeus. Mateus27:29
E, havendo-o crucificado, repartiram as suas vestes, lançando sortes, para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Repartiram entre si as minhas vestes, e sobre a minha túnica lançaram sortes. Mateus 27:35
>
- se preferir texto parado, pare o mouse sobre o versículo-

Abaixo publico algumas anotações sobre estes versículos.
Não deixe de ler as citações bíblicas, pois delas é que compartilho
* Deus nos abençoe *
***
*Faça a sua reflexão sobre estes versículos, pois DEUS quer falar diretamente com você, lembre-se que ELE te chama pelo seu nome e quer escrevê-lo e mantê-lo no Livro da Vida Eterna.*
***

(Se necessário, ATUALIZE A FOLHA PARA VISUALIZAR AS ANOTAÇÕES DOS VERSÍCULOS DE HOJE
http://wwwcompartilhar.blogspot.com/


sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Versículos do dia: Paulo em Jerusalém


E, havendo-os saudado, contou-lhes por miúdo o que por seu ministério Deus fizera entre os gentios.
Atos21:19

Todavia, quanto aos que creem dos gentios, já nós havemos escrito, e achado por bem, que nada disto observem; mas que só se guardem do que se sacrifica aos ídolos, e do sangue, e do sufocado e da fornicação
Atos21:25









Paulo chegando a Jerusalém logo é recepcionado pelos irmãos da igreja:

“E, logo que chegamos a Jerusalém, os irmãos nos receberam de muito boa vontade.
E no dia seguinte, Paulo entrou conosco em casa de Tiago, e todos os anciãos vieram ali.
E, havendo-os saudado, contou-lhes por miúdo o que por seu ministério Deus fizera entre os gentios.
E, ouvindo-o eles, glorificaram ao Senhor, e disseram-lhe: Bem vês, irmão, quantos milhares de judeus há que crêem, e todos são zeladores da lei.
E já acerca de ti foram informados de que ensinas todos os judeus que estão entre os gentios a apartarem-se de Moisés, dizendo que não devem circuncidar seus filhos, nem andar segundo o costume da lei.
Atos21:17-21


Estando Paulo na casa de Tiago, todos os anciãos da igreja se reuniram ali, onde Paulo deu testemunho de tudo quanto tinha ocorrido em sua viagem e entre os gentios.
Mesmo dando graças a Deus , argumentando os anciãos mencionaram os já milhares de judeus que se converteram e mesmo assim eram zelosos da lei. Vejamos aqui que a lei de Moisés que tinham os judeus eram para eles naquele tempo a lei da nação judaica, eram costumes consagrados pelo tempo que lhes eram lei, e mesmo que no cristianismo não mais vistos como que pudessem levar alguém a purificação, salvação, ou a presença de Deus, ainda zelavam pela lei terrena da nação, pois em seu Sinédrio eram feitos julgamentos segundo a lei se cumprida ou não, como as leis terrenas que temos nós hoje em cada país, e para que tais práticas fossem descontinuadas do meio cristão seria necessário passar muitos e muitos anos para serem abolidas. No entanto para os gentios que se agregavam ao cristianismo não era lhes imputado tais leis e costumes pois não sendo judeus não tinham necessidade de cumprir tais jugos.
Nisto atentemos o que diziam de Paulo, que este estava ensinando os judeus cristãos entre os gentios se afastarem da lei de Moisés, e atentemos ainda como mesmo já tendo eles decidido por conselho sobre a não circuncisão dos gentios, ainda tinham o costume entre os judeus da circuncisão também pela lei, assim como a prática de seus costumes.
E continuam expondo suas preocupações com relação a Paulo entre eles:

Que faremos pois? em todo o caso é necessário que a multidão se ajunte; porque terão ouvido que já és vindo.
Faze, pois, isto que te dizemos: Temos quatro homens que fizeram voto.
Toma estes contigo, e santifica-te com eles, e faze por eles os gastos para que rapem a cabeça, e todos ficarão sabendo que nada há daquilo de que foram informados acerca de ti, mas que também tu mesmo andas guardando a lei.
Todavia, quanto aos que creem dos gentios, já nós havemos escrito, e achado por bem, que nada disto observem; mas que só se guardem do que se sacrifica aos ídolos, e do sangue, e do sufocado e da fornicação.
Então Paulo, tomando consigo aqueles homens, entrou no dia seguinte no templo, já santificado com eles, anunciando serem já cumpridos os dias da purificação; e ficou ali até se oferecer por cada um deles a oferta.
Atos21:22-26

Atentemos que tinham medo de que houvesse uma certa revolta entre os judeus, tanto os já cristãos, como principalmente aos não convertidos que perseguiriam a Paulo, e então dão uma sugestão a Paulo, para que não fosse levado em conta o que tinham já ouvido a respeito dele, e atentemos bem que fora na forma de Paulo cumprir então um voto entre os judeus, e que ali já tinham quatro que assim estavam para cumprir, e que Paulo então o fizesse com eles, vejamos pedem a Paulo para arcar com as despesas dos quatro mais a dele, talvez aqueles não tivessem condições de cumprirem os rituais que eram necessários devido a escassez que passavam naquela localidade; e pelo fato de ser mencionado que raspariam a cabeça, provavelmente se consistia do voto de Nazireu, o qual Paulo já tinha se submetido anteriormente (Atos 18:18). 
Diziam ainda para não se preocupar com os gentios convertidos pois já lhes haviam escrito de que nada daquilo precisavam observar, além de se absterem do que se sacrifica a ídolos, do sangue e do sufoco, bem como das relações sexuais ilícitas.

Agora nos deparamos com uma questão muito polêmica, o fato de Paulo ter aceito a sugestão e ter cumprido tais rituais (Numeros 6:1-21) junto aos demais, e novamente está Paulo a cumprir com designações da lei, inclusive com oferta de sacrifícios, o que por ele muito bem defendido que não mais necessário.
Será que devemos pôr em dúvida sobre a convicção que Paulo tinha, como alguns os fazem?
Bem vou dizer de meu ponto de vista, como mencionei acima a lei de Moisés já enraizada na cultura judaica, uma lei que cumpriam, mesmo que de suas formas toda modificada e interpretada de acordo com interesses meramente humanos, como uma lei nacional para eles judeus, e Paulo já havia declarado muito bem que o cumprimento desta lei em nada tinha de valia para santificação perante Deus, para ter a presença de Deus, para salvação; e o fato dele cumprir ainda com tais rituais era meramente por uma questão de ser judeu e não como cristão, mas para ser visto como um judeu que não queria fazer revoltas e motins contra a lei judaica.
Alias uma lei que era respeitada pelos romanos, que detinham o poder, que até se solidarizavam com ela aceitando as proibições que eram feitas aos gentios.
No meu ver nenhuma contradição há entre os dizeres de Paulo e sua prática nesta passagem, fazia tudo de uma forma a ser apaziguante e não induzir a desordem, mas claro era que por estes motivos agia assim e não por cristianismo, por fé, no que pregava sim da não necessidade de se observar a lei em muitos aspectos.
E de tudo podemos averiguar nas Escrituras, na Bíblia, no Livro de Atos, que assim o era.
Além do que pelo próprio Paulo fora dito :
“Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos para ganhar ainda mais.
E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei.
Para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei.
Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns.
E eu faço isto por causa do evangelho, para ser também participante dele.
1 Coríntios 9:19-23

Paulo bem sabia, pois já muito bem avisado pelo Espirito, que esta atitude dele não resolveria seu problema, que iria passar tribulação e prisões mesmo assim, mas para não causar motins entre os judeus aceitou tal pratica sugerida pelos anciãos da igreja.

Hoje não temos uma lei, na qual contenha necessidade de se fazer votos, mas Jesus não os proibiu, tão somente o retirou da lei como obrigatório, como impunha alguns dos fariseus e escribas, mas uma decisão pessoal do homem para com Deus, não devendo ser imposto por ninguém, nem mesmo ser de conhecimento publico, no entanto se alguém os fizer que os cumpra tal como feito, pois com Deus não se brinca, e como já dissera o sábio Salomão : “ Melhor é que não votes do que votares e não cumprires” (Eclesiastes 5:5).
Foram feitas algumas reflexões sobre votos e juramentos que se tiver interesse em ler estão em :

Com relação ao Velho Testamento, saibamos que dele não temos mais a obrigatoriedade da lei, no entanto são Palavra de Deus, nele encontra-se descrito muito do caráter de Deus, e de quais são as suas vontades; tem exemplos de vida que devemos seguir ou não, nos trazendo respostas a muitas questões, são Palavra viva e eficaz até os dias de hoje que devemos estar sim tendo conhecimento, observando e nos utilizando em prática para nosso dia a dia dentro do que Jesus nos veio trazer a luz da Verdade.
E como Lucas por diversas vezes cita o que os gentios tinham que observar da lei. Temos nós que estarmos observando também como já vimos estes dias atrás em leitura.

“Todavia, quanto aos que creem dos gentios, já nós havemos escrito, e achado por bem, que nada disto observem; mas que só se guardem do que se sacrifica aos ídolos, e do sangue, e do sufocado e da fornicação
Atos 21:25



Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; João 5: 39”

C O M P A R T I L H A R... isto é viver...é aprender...






Recomendo que clique no link indicado no final de cada postagem efetuada só com a introdução, para leitura integral do texto publicado na íntegra na folha CONTINUA.