Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

__________________VERSÍCULOS DO DIA ______________

E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram. Mateus28:17
Finalmente apareceu aos onze, estando eles assentados juntamente, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem crido nos que o tinham visto já ressuscitado. Marcos16:14
>
- se preferir texto parado, pare o mouse sobre o versículo-

Abaixo publico algumas anotações sobre estes versículos.
Não deixe de ler as citações bíblicas, pois delas é que compartilho
* Deus nos abençoe *
***
*Faça a sua reflexão sobre estes versículos, pois DEUS quer falar diretamente com você, lembre-se que ELE te chama pelo seu nome e quer escrevê-lo e mantê-lo no Livro da Vida Eterna.*
***

(Se necessário, ATUALIZE A FOLHA PARA VISUALIZAR AS ANOTAÇÕES DOS VERSÍCULOS DE HOJE
http://wwwcompartilhar.blogspot.com/


sábado, 29 de julho de 2017

Versículos do dia: as bodas

O reino dos céus é semelhante a um certo rei que celebrou as bodas de seu filho;
E enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas...
Mateus22:2,3


E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus.
Apocalipse19:9






Jesus ainda no templo, junto aos escribas, principais sacerdotes e fariseus, logo após ser indagado com que autoridade agia, e Ele ter falado do batismo de João, e após contar a parábola dos lavradores maus (que vimos ontem), ainda conta esta das Bodas, que no mesmo intuito de lhes revelar a perda do reino e os gentios sendo convidados a ficarem no seu lugar.
As bodas do filho do rei pode ser comparado com o por vir, as Bodas do Cordeiro.

“Então Jesus, tomando a palavra, tornou a falar-lhes em parábolas, dizendo:
O reino dos céus é semelhante a um certo rei que celebrou as bodas de seu filho;
E enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas, e estes não quiseram vir.
Depois, enviou outros servos, dizendo: Dizei aos convidados: Eis que tenho o meu jantar preparado, os meus bois e cevados já mortos, e tudo já pronto; vinde às bodas.
Eles, porém, não fazendo caso, foram, um para o seu campo, outro para o seu negócio;
E os outros, apoderando-se dos servos, os ultrajaram e mataram.

Pois bem por Deus fora enviado seus profetas ao povo de Israel, estes sempre faziam convites da parte de Deus que os chamavam a Sua presença, e a eles não davam ouvidos, se distanciando ainda mais, e somente uma nova geração fora aceita na terra prometida. Ali Deus enviava mais profetas fazendo sempre também o chamado para que estivessem em Sua Presença, mas o povo mesmo assim se contaminavam com o mundo e cada um seguia segundo seu coração, não fazendo caso dos profetas de Deus, sendo até alguns mortos.
Tiveram ainda João Batista anunciando a vinda de Jesus, pregando o arrependimento e batizando, mas mesmo assim não aceitaram o convite. Esteve Jesus com eles, pregando as Boas Novas da Salvação, já não mais para uma terra aqui prometida mas para o reino dos céus, fazendo o convite “Vinde a mim...” , e mesmo assim não aceitaram, o mataram…
Até depois da morte e ressurreição de Jesus, estiveram os discípulos pregando o reino dos céus, e ainda assim não aceitaram, ainda matando Estevão (Atos 7:60) e Tiago (Atos 12:2). Os espalhando por todos os lados.

E Jesus, ali, continua contando a parábola:


“E o rei, tendo notícia disto, encolerizou-se e, enviando os seus exércitos, destruiu aqueles homicidas, e incendiou a sua cidade.
Então diz aos servos: As bodas, na verdade, estão preparadas, mas os convidados não eram dignos.
Ide, pois, às saídas dos caminhos, e convidai para as bodas a todos os que encontrardes.
E os servos, saindo pelos caminhos, ajuntaram todos quantos encontraram, tanto maus como bons; e a festa nupcial foi cheia de convidados.

Pois bem como sabemos a profecia fora cumprida e tempos depois fora Jerusalém destruída.
Mas neste meio tempo, já fora enviado os discípulos a todos os povos, já não mais a um povo escolhido, Israel, mas também aos gentios; e até os dias de hoje Deus continua fazendo o chamado para estarmos em Sua santa Presença eternamente, nos convidando para as Bodas do Cordeiro. Atentemos que o convite é feito a todos, tanto bons quanto maus, depende de cada um individualmente aceitar ou não. E foram instituídas as igrejas para o preparo dos convidados, e estas estão a cada dia crescendo mais, são muitos seus frequentadores, no entanto o convite é pessoal.
Na época daquele rei que dera a festa de bodas, era comum a este entregar junto com o convite uma veste nupcial para que o convidado fosse devidamente trajado ao banquete.
O que não nos é diferente, pois nosso Deus nos oferece vestes novas, brancas como a neve, e com muito maior esplendor, pois trata-se de nosso caráter, nosso espiritual, nosso “eu” lavado no sangue do Cordeiro, o que nos vai garantir além da presença nas Bodas do Cordeiro, mas Este nos transfigurará em corpos incorruptíveis, eternamente limpos em Sua Santa Presença.

E Jesus continua contando a parábola:

“E o rei, entrando para ver os convidados, viu ali um homem que não estava trajado com veste de núpcias.
E disse-lhe: Amigo, como entraste aqui, não tendo veste nupcial? E ele emudeceu.
Disse, então, o rei aos servos: Amarrai-o de pés e mãos, levai-o, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.
Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.
Mateus22:11-14

Pois bem, o chamado é feito o convite por parte do próprio Jesus já entregue, e junto as novas vestimentas. Jesus já veio já pregou o reino dos céus, já foi crucificado, derramando seu sangue para nossa purificação.
Agora vestir as novas vestes, depende de cada um de nós, é o arrependimento verdadeiro do mal caminho, é dar ouvidos ao chamado de Deus, é aceitar o convite de Jesus “vinde a mim” , é observar e cumprir com seus mandares, pois foi feito Rei nos reino dos céus e sobre nossas vidas, é no dia a dia viver de acordo com a vontade de Deus, é a formação de um novo caráter.
E como podemos notar, muitas igrejas estão cheias, muitos são os que da boca pra fora pregam a Jesus, mas com evangelho deturpado, fazendo ainda suas próprias vontades, ou simplesmente os que dizem sim, mas não aceitam as vestes, tentando ambos se disfarçarem dentro da igreja como se estivessem prontos para as Bodas do Cordeiro.
Mas atentemos que as vestes são individuais, não são coletivas, o homem pode enganar o homem, como aquele ali que entrou sem as vestes, mas a Deus ninguém engana, pois assim como aquele rei viu um homem sem as vestes e já dentro do palácio, assim é Deus que nos vê individualmente, conhece até nossos pensamentos, esquadrinhando nossos corações, conhece muito bem nossas vestimentas, podemos entrar até na igreja sem elas, pois todos são chamados, mas ficar para o banquete, só os escolhidos, os que estiverem devidamente preparados e trajados, e isto tão somente em Cristo Jesus!
Atentemos que ainda quando estivermos aqui, Deus nos dá a oportunidade de nos arrepender e nos vestirmos adequadamente, Seu Santo Espirito é conosco para nos ajudar com as vestimentas, mas se nada dermos em resposta a Deus, se não mudarmos nosso caráter, se não aceitarmos as vestimentas em Cristo Jesus, se morrermos neste corpo sem estas vestes, ou não estivermos com elas quando Jesus vier nos buscar, seremos expulsos da festa, não adentraremos para as Bodas do Cordeiro.
Observemos que aqui novamente Jesus também da indícios do inferno, só sofrimento eterno, que muitos não acreditam.
Entendamos que muitos sim são chamados mas poucos escolhidos, e estes somente Deus o sabe.


Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.
Mateus11:28



“E o Senhor advertiu a Israel e a Judá, pelo ministério de todos os profetas e de todos os videntes, dizendo: Convertei-vos de vossos maus caminhos, e guardai os meus mandamentos e os meus estatutos, conforme toda a lei que ordenei a vossos pais e que eu vos enviei pelo ministério de meus servos, os profetas.Porém não deram ouvidos; antes endureceram a sua cerviz, como a cerviz de seus pais, que não creram no Senhor seu Deus.
2Reis 17:13,14


Pois bem diversos foram os chamados de Deus, e mesmo assim muitos se endureceram e ficaram para trás. Jesus fez o chamado pessoalmente, e muitos ainda endurecem seus corações.
Enquanto o Espirito Santo de Deus estiver conosco, pela maravilhosa Graça de Deus o chamado e convite é o mesmo, e nisto deveríamos nos alegrar estarmos em festa glorificando a Deus, independentemente de nossas circunstâncias terrenas, por mais que passemos por tribulações, Jesus nos diz “vinde a mim, eu Eu vos aliviarei”, pois Ele já venceu o mundo por nós, venceu a própria morte.
Por mais que situações queiram sujar nossas vestes, prosseguamos em buscar santificação em Jesus com persistência, em nos aprontarmos individualmente como noiva do Senhor.
Alegremo-nos por sermos chamados, aceitemos o convite e permaneçamos com o Espirito Santo de Deus firme Nele até o dia do banquete quando seremos vencedores. Bem-aventurados para sempre seremos!


.
Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegrará no meu Deus; porque me vestiu de roupas de salvação, cobriu-me com o manto de justiça, como um noivo se adorna com turbante sacerdotal, e como a noiva que se enfeita com as suas jóias.
Isaías61:10


Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça;
Efésios6:14

Mas também tens em Sardes algumas poucas pessoas que não contaminaram suas vestes, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disso.
O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
Apocalipse3:4,5

E saiu uma voz do trono, que dizia: Louvai o nosso Deus, vós, todos os seus servos, e vós que o temeis, assim pequenos como grandes.
E ouvi como que a voz de uma grande multidão, e como que a voz de muitas águas, e como que a voz de grandes trovões, que dizia: Aleluia! pois já o Senhor Deus Todo-Poderoso reina.
Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou.
E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos.
E disse-me: Escreve: Bemaventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus.
Apocalipse19:5-9



Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.
Apocalipse22:14





sexta-feira, 28 de julho de 2017

Versículos do dia: Lavradores bons ou maus


Houve um homem, pai de família, que plantou uma vinha, e circundou-a de um valado, e construiu nela um lagar, e edificou uma torre, e arrendou-a a uns lavradores, e ausentou-se para longe.
Mateus21:33

O meu amado tem uma vinha num outeiro fértil.
E cercou-a, e limpando-a das pedras, plantou-a de excelentes vides; e edificou no meio dela uma torre, e também construiu nela um lagar; e esperava que desse uvas boas, porém deu uvas bravas.
Isaías5:1,2






Logo após ter sido indagado sob sua autoridade, Jesus continuava falando por parábolas, e contou a dos lavradores maus:

“Ouvi, ainda, outra parábola: Houve um homem, pai de família, que plantou uma vinha, e circundou-a de um valado, e construiu nela um lagar, e edificou uma torre, e arrendou-a a uns lavradores, e ausentou-se para longe.
E, chegando o tempo dos frutos, enviou os seus servos aos lavradores, para receber os seus frutos.
E os lavradores, apoderando-se dos servos, feriram um, mataram outro, e apedrejaram outro.
Depois enviou outros servos, em maior número do que os primeiros; e eles fizeram-lhes o mesmo.
Podemos comparar a vinha como o povo escolhido por Deus em uma terra aqui prometida, que os cercava de cuidados e livramentos, dava-lhes o suprimento, salva-os dos inimigos, tendo sobre eles as lideranças que os comandava, os principais dos sacerdotes, os fariseus. Mas por descumprimento e distorção da lei estavam afastados de Deus.
No entanto Deus misericordioso queria contato com seu povo e enviava profetas para os orientar de como deviam proceder para que frutificassem, mas os que deveriam os escutar para comandar o povo, as lideranças, os desprezavam, os feriam e até os matavam, ficando cada vez mas distanciados de Deus, esquecendo-se ser Deus o Criador, e Senhor de tudo.

Mesmo assim Deus continuava misericordioso, e por Amor, envia seu Filho Amado, para lhes falar diretamente:

“ E, por último, enviou-lhes seu filho, dizendo: Terão respeito a meu filho.
Mas os lavradores, vendo o filho, disseram entre si: Este é o herdeiro; vinde, matemo-lo, e apoderemo-nos da sua herança.
E, lançando mão dele, o arrastaram para fora da vinha, e o mataram.
Atentemos que aqueles lavradores tinham conhecimento de que o que fora enviado era filho do dono da vinha, e assim pelas Escrituras tinham conhecimento os principais sacerdotes e fariseus de que Jesus era o Messias prometido, e estavam a testemunhar dos sinais, prodígios e maravilhas que Jesus realizava, mesmo assim não o aceitavam e o desprezaram. E Jesus já sabia de tudo que viria a acontecer, por isto os exortavam, mas aqueles não querendo perder a autoridades que tinham em terra, viviam tentando pegar Jesus para matá-lo, não suportavam a autoridade com que Jesus exercia seu ministério. E como é de nosso conhecimento assim o fizeram.
Mas vejamos como Jesus continua a Parábola:

“Quando, pois, vier o senhor da vinha, que fará àqueles lavradores?
Dizem-lhe eles: Dará afrontosa morte aos maus, e arrendará a vinha a outros lavradores, que a seu tempo lhe dêem os frutos.
Diz-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra, que os edificadores rejeitaram, essa foi posta por cabeça do ângulo; pelo Senhor foi feito isto,
E é maravilhoso aos nossos olhos?
Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos.
E, quem cair sobre esta pedra, despedaçar-se-á; e aquele sobre quem ela cair ficará reduzido a pó.
E os príncipes dos sacerdotes e os fariseus, ouvindo estas palavras, entenderam que falava deles;
E, pretendendo prendê-lo, recearam o povo, porquanto o tinham por profeta.
Mateus21:40-46


Jesus lhes indaga como agiria o senhor da vinha, e pelos discípulos lhe é dito que este mataria os lavradores maus e daria a vinha a outros lavradores que dessem os frutos. E Jesus vos lembra das Escrituras, que já previam que seria rejeitado, mas que seria feito por cabeça do corpo.
Sendo os edificadores os judeus, que tinham a missão de construir um bom testemunho de Deus ao mundo, a pedra rejeitada o próprio Jesus. Mas Deus, o Dono de tudo quanto há, o assentou por pedra de esquina para outra obra, ou seja a pregação, por nós, do evangelho genuíno de Jesus ao mundo, sendo Jesus o próprio padrão, o alicerce de tudo.
Jesus prediz o que aconteceria, que o reino de Deus lhes seria tirado, ou seja que a salvação vinda aos judeus que não o aceitaram, seria estendida as outras nações para frutificar.
Mesmo sendo Jesus a pedra de alicerce para firmar a edificação, aqueles que caíssem sobre esta pedra seria para se despedaçar, assim como seria reduzidos ao pó aqueles sobre quem Ele cair. Aqueles que desprezarem Jesus, que não crer na Verdade por Ele pregada, a própria Palavra por Ele pregada será o que os julgará no final.
Atentemos ainda que sabiam os principais dos sacerdotes e os fariseus que Jesus lhes contou aquela parábola por causa deles, e ainda mais o queria matar, mas temiam as multidões então se afastaram.

Vejamos o que já tinha sido proferido por Isaías sobre a vinha do Senhor:


“Agora cantarei ao meu amado o cântico do meu querido a respeito da sua vinha. O meu amado tem uma vinha num outeiro fértil.
E cercou-a, e limpando-a das pedras, plantou-a de excelentes vides; e edificou no meio dela uma torre, e também construiu nela um lagar; e esperava que desse uvas boas, porém deu uvas bravas.
Agora, pois, ó moradores de Jerusalém, e homens de Judá, julgai, vos peço, entre mim e a minha vinha.
Que mais se podia fazer à minha vinha, que eu lhe não tenha feito? Por que, esperando eu que desse uvas boas, veio a dar uvas bravas?
Agora, pois, vos farei saber o que eu hei de fazer à minha vinha: tirarei a sua sebe, para que sirva de pasto; derrubarei a sua parede, para que seja pisada;
E a tornarei em deserto; não será podada nem cavada; porém crescerão nela sarças e espinheiros; e às nuvens darei ordem que não derramem chuva sobre ela.
Porque a vinha do Senhor dos Exércitos é a casa de Israel, e os homens de Judá são a planta das suas delícias; e esperou que exercesse juízo, e eis aqui opressão; justiça, e eis aqui clamor.
Isaías5:1-7

Sim a profecia se cumpriu sobre Jerusalém, sobre Israel, os judeus que não aceitaram Jesus. Mas vejamos a vinha fora dada a outras nações, a nós para frutificar, para tanto o evangelho, as diretrizes, o padrão, a pedra de esquina, a Palavra da Verdade nos foi para isto pregada por Jesus, e por nós foi pago por Ele o maior preço já estipulado. O sacrifício perfeito já foi executado alí na cruz…
E hoje o que se colhe da vinha? Uvas boas somente? Ou tem as uvas bravas também?
O que mais falta ser feito nesta vinha? Se o próprio Jesus não veio condenar mas sim salvar? Que mais queremos? 
Lembramos do feito de Deus? Ou ainda muitos são como os judeus que preferem as trevas em vez da Luz?

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.
João3:16-21

Tudo já fora feito por Deus, agora depende de nós se uvas boas ou bravas, Ele espera somente uvas boas diante de tão maravilhosa Graça que nos concedeu. Mas depende de cada um de nós.
Ficando o alerta a quem está como lavradores, se bons ou maus.
Lembrando que Deus é Bom sim, mas também é Justo.
Ninguém escapará do juízo final, cada lavrador prestará conta de sua vinha.
Assim como a Pedra é para edifício ou para tropeço, assim é a Palavra, a mesma que salva é a que julgará naquele dia.


“Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados,
Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários.
Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas.
De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?
Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo.
Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.
Hebreus10:26-31
Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?
Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus;
O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber:
A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção;
Mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade e obedientes à iniqüidade;
Romanos2:4-8


Ou não cremos em Jesus e o tenhamos apenas como um homem comum, logo o desprezaremos por mais que seja feito como profeta, ou cremos ser Jesus o Filho de Deus, e que o Espirito Santo é sobre nós, o próprio e Único Deus que nos sustém, livra e salva, e assim nos rendermos aos seus pés.
Ou aclamamos Jesus como Rei em nossos corações o que resultará em vida ou o rejeitamos o que resultará em juízo.
Ou somos uvas boas ou bravas. Lavradores bons ou ruins.
Não há meio termo, e nada mais será feito, em breve Jesus voltará para o juízo final.
Que reconheçamos a Maravilhosa Graça de Deus sobre nós, que sejamos herdeiros do reino dos céus!




Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.
João5:24

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Versículos do dia: A autoridade de Jesus


E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas;
Mateus21:12

E, avistando uma figueira perto do caminho, dirigiu-se a ela, e não achou nela senão folhas. E disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente.
Mateus21:19






Jesus em seu ministério pregava, expelia demônios, curava, ensinava, sempre com autoridade, e esta provinha do Pai Celestial.
Entrando no templo em Jerusalém ficou perplexo com tamanho comércio que tinham transformado o lugar, onde muitos exploravam com preços abusivos animais para sacrifício, outros utilizavam para passagem apenas para encurtar o caminho, e com toda autoridade os expulsou dali, ensinado que nas escrituras estava escrito que o templo seria chamado de casa de oração, e que ali o tinham transformado em covil de ladrões.

E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.
Mateus21:12,13

“É pois esta casa, que se chama pelo meu nome, uma caverna de salteadores aos vossos olhos? Eis que eu, eu mesmo, vi isto, diz o Senhor.
Jeremias7:11

Já em outra oportunidade Jesus tinha usado da mesma autoridade para purificação do templo:

“E estava próxima a páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.
E achou no templo os que vendiam bois, e ovelhas, e pombos, e os cambiadores assentados.
E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas;
E disse aos que vendiam pombos: Tirai daqui estes, e não façais da casa de meu Pai casa de venda.
João2:13-16

E quantos templos até hoje são utilizados para comércio, vende-se de tudo desde amuletos utilizados como objetos de benção, até diversos produtos para angariar verbas para a obra, sem se importarem com o ensinamento de Jesus que repugnou a tudo isto. Sendo Jesus o Único e suficiente Salvador, o que deve estar a frente de qualquer trabalho para a obra de Deus.

E com relação a 'templo' lembremos que nós somos 'templo do Espirito Santo de Deus' , e como estamos administrando este 'templo'? temos buscado por purificação, santificação, através de Jesus?
Reconhecemos da autoridade que tem Jesus sobre nosso templo?
E confiamos plenamente no templo que está no céu? Buscamos ser revestidos pela fé?
Confiamos na autoridade que tem Jesus, e na autoridade que nos deu em Seu Nome? Estamos colocando em prática desta autoridade?

“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
João4:23,24
Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
1Coríntios 3:16
Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
1Coríntios 6:19
Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus. (...)
Ora, quem para isto mesmo nos preparou foi Deus, o qual nos deu também o penhor do Espírito.
2Coríntios 5:1-5
“Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.2Coríntios 7:1
“Por isso, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas.Tiago1:21


Quem nada gostava da autoridade que Jesus exercia eram os escribas, fariseus, os príncipes do sacerdócio, que possuíam autoridade naquela época, assim estavam sempre buscando oportunidade de prender e matar Jesus, mas temiam a multidão que se admiravam da doutrina de Jesus.
Mas Jesus continuava seu ministério com toda a autoridade, realizando curas no templo, sobre o que as crianças o louvavam, e até isto incomodava os escribas, mas também nisto Jesus lhes lembrava das escrituras, em nada se deixando abalar.

“E os escribas e príncipes dos sacerdotes, tendo ouvido isto, buscavam ocasião para o matar; pois eles o temiam, porque toda a multidão estava admirada acerca da sua doutrina.
E, sendo já tarde, saiu para fora da cidade.
Marcos11:15-19

“E foram ter com ele no templo cegos e coxos, e curou-os.
Vendo, então, os principais dos sacerdotes e os escribas as maravilhas que fazia, e os meninos clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, indignaram-se,
E disseram-lhe: Ouves o que estes dizem? E Jesus lhes disse: Sim; nunca lestes: Pela boca dos meninos e das criancinhas de peito tiraste o perfeito louvor?
E, deixando-os, saiu da cidade para Betânia, e ali passou a noite.
Mateus21:14-17

Ainda com toda autoridade Jesus ordena a uma figueira que nunca mais teria frutos e esta secou.
Mas atentemos que Jesus havia visto naquela figueira as folhas, o que significava então que teria frutos, pois a figueira produz primeiro o fruto e logo em seguida as folhas, e estando Ele com fome foi para dela comer, e não achou os frutos que enganosamente ela, a figueira, induzia que os tinhas com a folhagem, mesmo não sendo época de frutos e deveria ela então estar sem folhas.
Aproveitando ainda para incentivar a fé, e a prática de oração nos discípulos, bem como se não duvidassem, ou seja com autoridade, firmeza e certeza.

“E, de manhã, voltando para a cidade, teve fome;
E, avistando uma figueira perto do caminho, dirigiu-se a ela, e não achou nela senão folhas. E disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente.
E os discípulos, vendo isto, maravilharam-se, dizendo: Como secou imediatamente a figueira?
Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até se a este monte disserdes: Ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito;
E, tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis.
Mateus21:18-22

E quantos são os templos como aquela figueira que tentam enganar exteriormente que possuem uma vida frutífera, com luxurias e glamour, quando na verdade não pregam o evangelho genuíno de Jesus, fazem comercio com a obra de Deus. 
Lembrando que o fruto do espírito são internos e aparecem para saciar a vontade de Deus em nós para com o próximo em todo o tempo
E se Jesus se achegar ao nosso viver diário encontrará fruto? Ou apenas palavras sem proveito jogadas da boca para fora em discursos no templo ou fora dele. Encontrará obras dignas realizadas com fé espiritual, ou apenas obras da carne que danificam o nosso templo espiritual.
Estamos buscando por santificação em Cristo Jesus?
Estamos exercendo da autoridade que Jesus nos dera com o Espirito Santo em nós?

“Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.
Gálatas5:22


E estando principais dos sacerdotes, e os escribas, e os anciãos ainda inconformados com a autoridade exercida por Jesus no templo, o indagaram com que autoridade fazia tais coisas e ainda quem lhes dera de tal autoridade. Mas Jesus conhecedor de seus corações, que queriam lhe prender, não responde, em vez disto tenta os pegar em suas próprias consciências, lhes perguntando sobre o batismo de João, e ao disserem não saber fica Jesus sem lhes responder a indagação inicial.

E, chegando ao templo, acercaram-se dele, estando já ensinando, os príncipes dos sacerdotes e os anciãos do povo, dizendo: Com que autoridade fazes isto? e quem te deu tal autoridade?
E Jesus, respondendo, disse-lhes: Eu também vos perguntarei uma coisa; se ma disserdes, também eu vos direi com que autoridade faço isto.
O batismo de João, de onde era? Do céu, ou dos homens? E pensavam entre si, dizendo: Se dissermos: Do céu, ele nos dirá: Então por que não o crestes?
E, se dissermos: Dos homens, tememos o povo, porque todos consideram João como profeta.
E, respondendo a Jesus, disseram: Não sabemos. Ele disse-lhes: Nem eu vos digo com que autoridade faço isto.
Mateus21:23-27

E quantos são até hoje que não querem se aprofundar em conhecer e ensinar da autoridade de Jesus para não perderem de autoridades terrenas que possuem.
Mas com autoridade Jesus continuava ensinando, contando a parábola dos dois filhos e a vinha:

Mas, que vos parece? Um homem tinha dois filhos, e, dirigindo-se ao primeiro, disse: Filho, vai trabalhar hoje na minha vinha.
Ele, porém, respondendo, disse: Não quero. Mas depois, arrependendo-se, foi.
E, dirigindo-se ao segundo, falou-lhe de igual modo; e, respondendo ele, disse: Eu vou, senhor; e não foi.
Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram-lhe eles: O primeiro. Disse-lhes Jesus: Em verdade vos digo que os publicanos e as meretrizes entram adiante de vós no reino de Deus.
Porque João veio a vós no caminho da justiça, e não o crestes, mas os publicanos e as meretrizes o creram; vós, porém, vendo isto, nem depois vos arrependestes para o crer.
Mateus21:28-32

Vejamos que o pai tinha autoridade sobre seus filhos e da mesma forma lhes ordenava irem trabalhar na vinha, mas ambos receberam de uma forma e depois agiram de outra. Jesus então compara com o ministério de João que não fora aceito por muitos, embora que aceito por meretrizes e publicanos, que descumpriam com a lei, e estes entrarão primeiro no reino dos céus. (É naquele dia teremos muitas surpresas….)
E quantos são hoje ainda diante da autoridade de Jesus sobre nossas vidas como aqueles filhos ali, alguns não aceitam, mas se arrependem e seguem o Caminho rumo ao reino dos céus, enquanto outros dizem sim Senhor, mas não obedecem seus mandares, não seguindo pelo Caminho da Verdade.
Portanto de nada adianta dizer sim Senhor e não reconhecer da autoridade que tem Jesus e obedecer ao seu mandar no dia a dia.
Mesmo diante de tantos testemunhos que temos sobre a autoridade de Jesus, mesmo depois de nos ter resgatado por tão grande preço, quantos ainda não aceitam desta autoridade, purificação e salvação, ficando distante da maravilhosa Graça de Deus, sem herdarem do reino dos céus.



“ Ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém.
Judas1:25

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Versículos do dia: Jesus aclamado rei



E a multidão que ia adiante, e a que seguia, clamava, dizendo: Hosana ao Filho de Davi; bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas!
Mateus21:9

Dizendo: Bendito o Rei que vem em nome do Senhor; paz no céu, e glória nas alturas.-Lucas19:38






Jesus em dias já próximo a sua crucificação vai a Jerusalém e entra ali de forma triunfal, e para que se cumprisse a profecia pede a seus discípulos para irem pegar um jumentinho para que montasse, mas já sabedor que poderiam ser barrados, lhes ordena para que dissessem que o Senhor necessitava, e que logo devolveria, já preparado seus donos para o aceitarem.


E, quando se aproximaram de Jerusalém, e chegaram a Betfagé, ao Monte das Oliveiras, enviou, então, Jesus dois discípulos, dizendo-lhes:
Ide à aldeia que está defronte de vós, e logo encontrareis uma jumenta presa, e um jumentinho com ela; desprendei-a, e trazei-mos.
E, se alguém vos disser alguma coisa, direis que o Senhor os há de mister; e logo os enviará.
Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta, que diz:
Dizei à filha de Sião: Eis que o teu Rei aí te vem,Manso, e assentado sobre uma jumenta,E sobre um jumentinho, filho de animal de carga. Mateus21:1/4


Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta.
Zacarias9:9

Os discípulos que tinham Jesus por Mestre, e que viam Nele o rei prometido, já faziam as honrarias que naquela época era de costumes aos reis, cobrem o jumentinho com suas vestes, e como o povo esperava pelo rei receberam ali Jesus como tal, com todas as honrarias e aclamações ao rei, pois esperavam eles que Jesus viesse se assentar no trono de Davi.

E, indo os discípulos, e fazendo como Jesus lhes ordenara,
Trouxeram a jumenta e o jumentinho, e sobre eles puseram as suas vestes, e fizeram-no assentar em cima.
E muitíssima gente estendia as suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos de árvores, e os espalhavam pelo caminho.
E a multidão que ia adiante, e a que seguia, clamava, dizendo: Hosana ao Filho de Davi; bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas!
E, entrando ele em Jerusalém, toda a cidade se alvoroçou, dizendo: Quem é este?
E a multidão dizia: Este é Jesus, o profeta de Nazaré da Galiléia.
Mateus21:5-11

E assim aclamado foi Jesus entrando em Jerusalém, o que incomodou os fariseus que pediram a Jesus que ordenasse que se calassem, mas atentemos como Jesus lhes responde que se aqueles se calassem até as pedras clamariam.
Vendo Jesus Jerusalém, e seu povo que esperava por um rei que lhes socorresse e libertasse do cativeiro terreno, de compaixão chorou, pois lhes faltavam o entendimento de que seriam salvos por Jesus mas não sobre a vida terrena meramente, mas sim para um espiritual, para o reino dos céus. Que no terreno ainda teriam muito que passar e serem ainda cativos e destruídos justamente por não aceitarem um Rei para um reinado espiritual de vida eterna.


E, quando já chegava perto da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto,
Dizendo: Bendito o Rei que vem em nome do Senhor; paz no céu, e glória nas alturas.
E disseram-lhe de entre a multidão alguns dos fariseus: Mestre, repreende os teus discípulos.
E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão.
E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela,
Dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos.
Porque dias virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todos os lados;
E te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação.
Lucas19:28-44

Jesus até chorou por ser conhecedor dos corações daquela multidão que o aclamava por rei, pessoas que tinham visto os milagres de Jesus, desde as curas como a multiplicação do pão, como a ressurreição de Jairo, mas que esperavam apenas por soluções ali deles na condição de terrenos necessitados, mas que não aceitavam que deveriam se arrepender se seu mal caminho e seguir aos ensinamentos de Jesus, o aceitando por Salvador de suas vidas por toda a eternidade. Multidão esta que dias mais tarde, vendo que Jesus não se assentaria em um trono terreno, trocariam estas aclamações ao rei por “crucifica-o” …


“Os seus discípulos, porém, não entenderam isto no princípio; mas, quando Jesus foi glorificado, então se lembraram de que isto estava escrito dele, e que isto lhe fizeram.
A multidão, pois, que estava com ele quando Lázaro foi chamado da sepultura, testificava que ele o ressuscitara dentre os mortos.
Por isso a multidão lhe saiu ao encontro, porque tinham ouvido que ele fizera este sinal.
Disseram, pois, os fariseus entre si: Vedes que nada aproveitais? Eis que toda a gente vai após ele.
João12:12-19


E muitos são que até hoje, mesmo com tantos testemunhos da Graça Salvadora de Deus, ainda veem Jesus por um messias que lhes pode socorrer na vida terrena apenas; outros que ainda fazem memorial lembrando aquelas aclamações Dele como um rei terreno apenas, sem reconhecê-lo como Único e Suficiente Salvador de suas vidas por toda a eternidade, sem tê-lo como um Rei que está Vivo e Reina eternamente.

Salva-nos, agora, te pedimos, ó Senhor; ó Senhor, te pedimos, prospera-nos.
Bendito aquele que vem em nome do Senhor; nós vos bendizemos desde a casa do Senhor.
Salmos118:25,26

Devemos nos reverenciar a Jesus como Rei e Senhor de nossas vidas, deixar que Ele entre sim triunfalmente em nossos corações como Salvador e Rei para o reino dos céus.

Reconhecermos das misericórdias de Deus para conosco, que sua benignidade dura para sempre.
Sermos sabedores e recebedores de suas bençãos enquanto ainda vivemos aqui nesta terra, que nos ajudará nas angustias, nos socorrerá nas tribulações, nos dará escape nas tentações.
Louvarmos como Deus, em quem devemos confiar, não nos deixando enganar por nossa própria natureza humana, não ficarmos confiando em nossas forças terrenas nem em príncipes deste mundo.
Louvar a Deus confiantes de que Ele nos livra de todo mal, e nos dá vitórias sobre todas as lutas, que não nos deixa cair, mas nos ajuda a prosseguir.
Louvarmos a Jesus por Salvador de nossas vidas, agradecidos por toda a maravilhosa Graça Divina que é sobre nós, assim nos exaltarmos e darmos testemunhos.
Louvarmos a Deus por ser um Pai misericordioso, um Deus Justo, que corrige sim, mas nos acalenta, e nos dá salvação em Cristo Jesus, basta que o recebamos por Único Salvador.

Louvarmos a Jesus com alegria, exultando seu Santo Nome em todos os dias que nos concede, sabedores de que com Ele estaremos no reino dos céus, nossa maior benção e não apenas para este viver terreno.
Louvarmos a Deus porque Ele é Deus! Porque suas misericórdias duram para sempre.
Deixar Jesus triunfar como Rei Eterno em nossos corações!



Tu és o meu Deus, e eu te louvarei; tu és o meu Deus, e eu te exaltarei.
Louvai ao Senhor, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre.
Salmos118:1-29





terça-feira, 25 de julho de 2017

Versículos do dia: os derradeiros e os primeiros no reino dos céus


Assim os derradeiros serão primeiros, e os primeiros derradeiros; porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos. Mateus20: 16

E eis que derradeiros há que serão os primeiros; e primeiros há que serão os derradeiros.
Lucas13:30







Jesus nos veio para pregar o reino dos céus, já não mais uma aliança para com um povo para benefícios e bonança em uma terra aqui prometida, mas firmou uma Nova e Eterna aliança através de seu sangue para um reino nos céus, onde o homem viverá eternamente com abundância, em riquezas imensuráveis, onde não haverá mais dores, nem prantos, onde o mal jamais chega, sem tristezas, só alegrias e adoração a Deus com todos os seus cuidados continuamente.
E durante seu ministério nos ensina que o reino dos céus já se faz presente sobre nós mesmo ainda nesta vida terrena, com a presença do Espirito Santo de Deus a nos guiar, consolar e ajudar. Um reino onde Jesus já reina e reinará eternamente. Um reino que temos por herança em Cristo Jesus.
Mas Jesus sempre ensinava que necessário é vivermos uma vida já voltada as coisas dos céus, buscar em primeiro lugar suas riquezas, fazendo a vontade de Deus, vivendo de acordo com o evangelho que pregava, pois somente assim entraremos no reino dos céus quando Ele vier para buscar os seus.
Jesus ensinava através de parábolas, e por diversas vezes comparava o reino dos céus e a forma de alcançá-lo com viveres terrenos, e assim o fez com a parábola dos trabalhadores na vinha :

“Porque o reino dos céus é semelhante a um homem, pai de família, que saiu de madrugada a assalariar trabalhadores para a sua vinha.
E, ajustando com os trabalhadores a um dinheiro por dia, mandou-os para a sua vinha.
E, saindo perto da hora terceira, viu outros que estavam ociosos na praça,
E disse-lhes: Ide vós também para a vinha, e dar-vos-ei o que for justo. E eles foram.
Saindo outra vez, perto da hora sexta e nona, fez o mesmo.
E, saindo perto da hora undécima, encontrou outros que estavam ociosos, e perguntou- lhes: Por que estais ociosos todo o dia?
Disseram-lhe eles: Porque ninguém nos assalariou. Diz-lhes ele: Ide vós também para a vinha, e recebereis o que for justo.
E assim como o senhor da vinha saia para buscar trabalhadores, quem precisava de salário para se sustentar, o fazendo por diversas vezes no dia, é o Espirito Santo de Deus aqui conosco, está constantemente buscando por aqueles que necessitam da salvação em Cristo Jesus, e através da Palavra, do evangelho de Jesus nos é apresentado o reino dos céus, e o preço que já fora pago para a salvação de toda humanidade, o derramamento do sangue de Jesus na cruz, para nos tornar herdeiros do reino.
E gratuitamente Deus nos oferece a salvação se crermos e aceitarmos, não importando em que momento de nossa vida o façamos.
E todos os dias somos cercados pelos cuidados e livramentos de Deus nesta vida, recebendo desde já bençãos, sendo contemplada nossa fé.

E, aproximando-se a noite, diz o senhor da vinha ao seu mordomo: Chama os trabalhadores, e paga-lhes o jornal, começando pelos derradeiros, até aos primeiros.
E, chegando os que tinham ido perto da hora undécima, receberam um dinheiro cada um.
Vindo, porém, os primeiros, cuidaram que haviam de receber mais; mas do mesmo modo receberam um dinheiro cada um.
E, recebendo-o, murmuravam contra o pai de família,
Dizendo: Estes derradeiros trabalharam só uma hora, e tu os igualaste conosco, que suportamos a fadiga e a calma do dia.
Mas ele, respondendo, disse a um deles: Amigo, não te faço agravo; não ajustaste tu comigo um dinheiro?
Toma o que é teu, e retira-te; eu quero dar a este derradeiro tanto como a ti.
Ou não me é lícito fazer o que quiser do que é meu? Ou é mau o teu olho porque eu sou bom?
Assim os derradeiros serão primeiros, e os primeiros derradeiros; porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.
Mateus20:8/16


E assim como aqueles primeiros trabalhadores que reclamaram por receber igual aos que haviam chegado depois na vinha, somos nós que ficamos murmurando por não receber bençãos maiores de Deus por estarmos a mais tempo no trabalho da obra, ou por algum cargo que tenhamos, observando as bençãos recebidas por outros, sem nos darmos conta de que Deus é Bom e Justo, pois cuida de todos nós.
Aquele senhor estava sendo justo, pois pagava o preço contratado, nem a mais nem a menos, apenas o que houvera combinado, sendo o dono da vinha não cabia aos trabalhadores ficarem indagando o que fazia com seu dinheiro, de que forma o distribuía, bastavam-lhes receber o preço combinado e ainda agradecer por ter-lhes dado trabalho, e deveriam entender a bondade daquele senhor para com os demais.
E muitos são os que ficam indagando a Deus o porque e a forma como distribui as bençãos, entendamos que isto não cabe a nós, pois Deus é o Senhor de tudo, e de tudo tem o controle, sabedor da necessidade de cada um de nós, bem como conhecedor até das intenções de nossos corações. Devemos sim ser gratos por tudo que recebemos.
Entendamos que todos somos pecadores, que todos encontrávamos afastados de Deus, e por todos Jesus derramou seu sangue na cruz, para nos fazer herdeiros do reino dos céus. Deus é Justo e gratuitamente nos concede tão maravilhosa Graça.
Não esqueçamos que a maior benção em nossas vidas foi sermos chamados por Deus para sermos co-herdeiros em Cristo Jesus, para que venhamos entrar no reino dos céus.
Que trabalhemos na obra de acordo com o nosso chamado, que busquemos pelas coisas dos céus, sem ficar olhando a forma como outros são chamados.
A distribuição dos dons espirituais é feita por Deus, e não cabe a nós querermos orientá-lo em como fazê-lo, nos basta é desenvolvermos os dons que recebamos e por eles sermos agradecidos, pois se não o fizermos acabaremos por perdê-los.
Temos que enxergar que Deus é Bom e Justo, e que são muitos, todos quantos ouvirem, que são chamados, mas poucos são escolhidos, os que crerem, devido a suas próprias atitudes nesta terra, não importando o que aqui acumulou, mas sim o que preparou em sua vida espiritual.
E cabe a Deus a ordem em que receberemos de nossa herança. Mas a todos os escolhidos serão contemplados, isto é que nos deve importar.


Porém muitos primeiros serão derradeiros, e muitos derradeiros serão primeiros.
Marcos10:31


Entendamos que Deus é o Senhor Soberano, que é Jesus quem Reina nos céus. Aqui na terra não sabemos nem como pedir coisas a Deus, não entendemos nem do nosso futuro aqui, como podemos entender das coisas celestiais? Não sabemos nem como viver aqui na terra como queremos impor coisas para o reino dos céus?
Não cabe a nós, pertence a Deus!
Entendamos isto, vejamos como Jesus reage a um pedido que lhe é feito neste sentido :

Então se aproximou dele a mãe dos filhos de Zebedeu, com seus filhos, adorando-o, e fazendo-lhe um pedido.
E ele diz-lhe: Que queres? Ela respondeu: Dize que estes meus dois filhos se assentem, um à tua direita e outro à tua esquerda, no teu reino.
Jesus, porém, respondendo, disse: Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que eu hei de beber, e ser batizados com o batismo com que eu sou batizado? Dizem-lhe eles: Podemos.
E diz-lhes ele: Na verdade bebereis o meu cálice e sereis batizados com o batismo com que eu sou batizado, mas o assentar-se à minha direita ou à minha esquerda não me pertence dá-lo, mas é para aqueles para quem meu Pai o tem preparado.
Mateus20:20-23


Vemos apenas como humanos que somos, não temos a mesma visão do que nos criou, vemos as coisas apenas pelo âmbito carnal, mas Deus tem toda a existência sob seu controle, seremos surpreendidos no dia em que Jesus nos vier levar, com o que presenciaremos, mas o que nos importa é estarmos ali junto a Jesus no reino dos céus, e isto depende de como aqui tivermos vividos, se tivermos escolhido a porta estreita, e permanecido no Caminho.


E virão do oriente, e do ocidente, e do norte, e do sul, e assentar-se-ão à mesa no reino de Deus.
E eis que derradeiros há que serão os primeiros; e primeiros há que serão os derradeiros.
Lucas13:29,30
“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; João 5: 39”

C O M P A R T I L H A R... isto é viver...é aprender...






Recomendo que clique no link indicado no final de cada postagem efetuada só com a introdução, para leitura integral do texto publicado na íntegra na folha CONTINUA.