Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

__________________VERSÍCULOS DO DIA ______________

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. João1:1
E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. João1:14
>
- se preferir texto parado, pare o mouse sobre o versículo-

Abaixo publico algumas anotações sobre estes versículos.
Não deixe de ler as citações bíblicas, pois delas é que compartilho
* Deus nos abençoe *
***
*Faça a sua reflexão sobre estes versículos, pois DEUS quer falar diretamente com você, lembre-se que ELE te chama pelo seu nome e quer escrevê-lo e mantê-lo no Livro da Vida Eterna.*
***

(Se necessário, ATUALIZE A FOLHA PARA VISUALIZAR AS ANOTAÇÕES DOS VERSÍCULOS DE HOJE
http://wwwcompartilhar.blogspot.com/


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

mensagem da Cruz (7)- JESUS crucificado!

 

Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.
Isaías 53:12

E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou.-Lucas 23:46

 

 

Poucos são os que nunca ouviram falar da crucificação de Jesus, muito é dito, divulgado pela mídia em geral, retratado em imagens e filmes; ao ler-mos, ouvir-mos, ou vê-las, não tem como não nos sentirmos 'emocionados' ao  ver ali algo 'inexplicável', somente por amor, um Justo morrendo por uma multidão de pecadores, e ainda nos incluindo a estes pecadores por quem morreu, é uma mensagem realmente de muito impacto, com tanto sofrimento a que precedeu no Calvário e até ali no ultimo suspiro de Jesus; mas como estamos refletindo  desde a primeira  postagem desta 'mensagem da Cruz', já podemos ter entendido um pouco que ela vai além deste 'impacto'; e, creio eu, que vos escrevo, que este 'além' de que ela significa não vamos conseguir decifrar totalmente, embora seja clara e simples, mas te convido agora a refletirmos mais um pouco sobre ela, e nesta publicação sobre o momento da crucificação, o momento em que foi cumprido a entrega verdadeira do único sacrifício, de tão inestimável preço, por nossa Salvação. Onde Jesus derramou a sua alma na morte, tendo por últimas palavras a declaração " Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou " .  Toda a mensagem da Cruz já vimos que foi pronunciada em diversas épocas da antiguidade por Deus através de seus profetas, uma delas mais especifica, ao meu ver, é a do profeta Isaías, que começa já relatando que esta mensagem não seria totalmente absorvida por quem a ouvisse, bem como de que seus benefícios a que foi cumprida somente por Deus é explicito saber a quem se beneficiará, porque somente por Seu Amor e Sua Graça ela foi planejada e cumprida, porque não havia homem algum, Sua criação, que estivesse se voltado inteiramente justo para Ele, seu Criador; bem como, já por nós refletido, 'o Novo' desta sublime mensagem, não tinha bom aceite ao olhos humanos de imediato. Como sabemos, o Evangelho pregado por Jesus em seu ministério como homem, que mesmo sendo Justo, trabalhador, digno, era desprezado, e, ainda mais a Sua pessoa, principalmente na passagem do seu julgamento até o Calvário era ainda mais desprezada, humilhada, foi escarnecido, e maltratado.

Isaías 53:(http://www.bibliaonline.com.br/acf/is/53)

1-3- Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR?
Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos.
Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.

Lembrando que isto tudo Ele experimentava em seu íntimo, com sentimentos e dores sendo homem de carne, e osso, como a nós, somente com uma única diferença de que não possuía sequer a contaminação do 'pecado original', sendo totalmente Puro e Justo, único homem em estes atributos. Façamos uma pausa aqui primeiramente para refletirmos sobre o que da 'contaminação do pecado original', resumidamente como já vimos, o homem fora criado totalmente puro, sem conhecer sequer o mal, com o conhecimento do mal, foi nele incutido o pecado e foi afastado do Criador, assim toda a nova geração a partir dali que nascia da carne humana, afastada do Criador,   já o vinha com esta contaminação 'carnal' do pecado. E Jesus como devemos saber, não nasceu afastado do Criador, nem mesmo o vinha por esta descendência, mas sim, É parte de Deus, que o tirou de Seu próprio Ser, da Sua própria Glória, mas para que se cumprisse o Seu esplêndido Plano da Salvação, tinha que se fazer homem como a nós, assim igualmente a nós foi desenvolvido no útero de uma mulher carnal, no entanto foi enviado por Deus como Seu Filho Amado, e foi em  Maria, mulher carnal, que continha o 'pecado original', (não fique escandalizados muitos),  mas realidade, pois vinha da descendência do homem natural, no entanto ainda era virgem, e mulher temente a Deus, ( e, mesmo que não relatado nas Escrituras, creio eu que tinha muitos atributos que agradavam ao Deus Criador), motivo pelo qual Deus conhecendo seu coração, a escolheu para esta missão, e ela, sem 'pestanejar' não olhando para nenhuma condição humana, (naquela época mulher era apedrejada até a morte se em adultério, e ela era virgem apenas noiva de José),  foi completamente obediente a Deus, única a dizer " cumpra-se em mim segundo a tua palavra " , assim  sendo Jesus, nascendo de Maria, como homem carnal , no entanto não trazia em si o 'pecado original', pois  gerado pelo Espirito Santo de Deus ( obrigatoriamente como estamos vendo a mensagem da Cruz temos que ver e entender com 'olhos' e ' ouvidos' espirituais, pela fé),  sendo Puro e vivendo totalmente de acordo com a vontade do Pai foi Justo, e,  tendo todos os mesmos sentimentos e dores que o homem carnal possa ter,  da para imaginar o que sentia e o que sofria nisto e em dores na carne durante sua passagem do julgamento e  pelo Calvário? (refletir), sobre isto muito já escrito e estudado até por cientistas, como de conhecimento de muitos, até sobre o seu 'suor de sangue' " E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão.Lucas 22:44" dá para imaginarmos como foi esta agonia que precedeu a Cruz?, sabendo Ele que iria passar por todo aquele processo humilhante e doloroso ( refletir) . É realmente inexplicável Amor, pois como homem poderia reverter toda esta história e se tornar o rei de Israel, pois como homem, filho de José,  era da descendência de Davi,  e único herdeiro ao trono,  em cuja opção seria reputado de outra forma com toda a sentinela carnal para lhe atender e  servir como rei, no entanto mesmo como homem fez a 'escolha' de obedecer ao Pai e cumprir sua missão aqui, indo ao sacrifício na Cruz, é realmente Ele tomou sobre si todos os nossos pecados, e ainda há muitos que o vêem como 'oprimido' assim como fora os profetas de Deus anteriormente;  no entanto mesmo sendo tentado, como homem,  por satanás que ainda 'sutilmente' o fazia usando das próprias palavras das 'Escrituras', Ele como homem resistia e ouvia somente ao Pai, e por sua escolha e obediência que  Ele foi ferido, moído, castigado, e sacrificado como é  o que vemos nas literaturas, imagens e filmes, ( será que assim conseguimos refletir mais além do que por impacto do que significou tanta dor e sofrimento? (refletir),    Agora podemos sequer imaginar os sentimentos de Deus (porque já sabemos que os tem) vendo seu Filho Amado, o que tirou da Sua própria Glória, sofrendo tanto assim? passando por tamanha humilhação ali na passagem até o  Calvário?  ( tentemos refletir sobre isto) Não é Amor verdadeiro por nós?? tanto do Pai quanto do Filho?? (refletir)

E, ainda ter que ler em 'literaturas' e ver manifestações publicas, com indagações, baseadas em 'pequenos textos' no velho Testamento, de que Deus é tão bom quanto mal, que criará o bem e o mal, que é mais ruim do que bom, que os queria por escravos e os castigava por se rebelarem?!!! (muita indignação!) gente sem 'visão espiritual' nenhuma! que não busca pelo conhecimento, cegos que não conseguem enxergarem a 'mensagem da Cruz! E, como já vimos antes, disse Deus,  já na antiguidade, mesmo antes do Calvário pelo qual passou Jesus,: "Contudo, diz a casa de Israel: O caminho do Senhor não é direito. Porventura não são direitos os meus caminhos, ó casa de Israel? E não são tortuosos os vossos caminhos?Portanto, eu vos julgarei, cada um conforme os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor DEUS. Tornai-vos, e convertei-vos de todas as vossas transgressões, e a iniqüidade não vos servirá de tropeço.Lançai de vós todas as vossas transgressões com que transgredistes, e fazei-vos um coração novo e um espírito novo; pois, por que razão morreríeis, ó casa de Israel?Porque não tenho prazer na morte do que morre, diz o Senhor DEUS; convertei-vos, pois, e vivei.Ezequiel 18:29-32"  E a mensagem da Cruz não comprova isto? Deus ali, naquele momento, assistindo tanta dor, e tamanha humilhação de Seu Filho Amado, por parte de sua própria criação, não poderia ali ter consumido com tudo e livrar seu Filho da dor, acabar com a Sua humilhação e vingar a Sua dor? No entanto não interrompeu seu Plano de Salvação para com toda a humanidade!  isto não prova seu amor para conosco? Não prova que nos é tão somente bom, e que quer somente nosso bem? Precisa mais para comprovar que nos quer novamente 'proteger do mal' mesmo que por livre escolha do homem este se distanciou de seus cuidados?   Não significa que tem prazer em que tenhamos a Vida eterna em Sua presença?  (será que estou enganada, equivocada?)  E Jesus, Deus/Filho, não poderia ter da mesma forma abandonado o cumprimento de Sua Missão? Não poderia ter protestado por seus direitos, que os tinha como homem?  já que como homem, estava sofrendo 'na pele' (como diz o ditado) tamanha dor e a humilhação, e ainda como homem, entre os homens, vir a receber honras de rei? Em vez disto escolheu ir até o fim, sofreu tudo o que já sabemos ali no Calvário e na Cruz! e ainda, ali naquele momento, ao meio de tanto sofrimento, não reclamava de nada, e sendo humilhado, ainda se humilhava, e não apelava a nada, e ainda  intercedeu ao Pai por seus próprios  acusadores e pelos transgressores! " E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes.Lucas 23:34-35"   Sua escolha em não interromper o propósito do Pai, ao contrário Ele próprio entregou sua vida carnal a morte, e seu espirito ao Pai, em sacrifício vivo,  isto  não foi por prazer também em ver a Salvação da humanidade? não é VERDADEIRO AMOR POR NÓS??   ( vamos refletir mais sobre o Amor, a misericórdia e a Graça de Deus para conosco! e o significado do sofrimento  de Jesus e sacrifico até a morte na Cruz! )

 
-Isaías 53:(http://www.bibliaonline.com.br/acf/is/53)

4/12- Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.
Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.
Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.
Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido.
E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca.
Todavia, ao SENHOR agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do SENHOR prosperará na sua mão.
Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si.
Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.

-João 18:(http://www.bibliaonline.com.br/acf/jo/18)

10-11Então Simão Pedro, que tinha espada, desembainhou-a, e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita. E o nome do servo era Malco.
Mas Jesus disse a Pedro: Põe a tua espada na bainha; não beberei eu o cálice que o Pai me deu?

-LUCAS 23 (http://www.bibliaonline.com.br/acf/lc/23)

44/46-E era já quase a hora sexta, e houve trevas em toda a terra até à hora nona, escurecendo-se o sol;

E rasgou-se ao meio o véu do templo.

E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou.

 

Sim, a passagem de Jesus, em seu julgamento, sendo condenado, mesmo sendo o único Justo vivente entre os homens, sua trajetória até o Calvário, longo sofrimento e martírio, sua morte ali na Cruz, é impactante, no entanto não podemos ver tudo isto somente com 'emoção momentânea' a cada vez que lemos, ouvimos, vemos representado em figuras, ou assistimos em filmes reproduzidos pelo homem, temos que sim absorver tão significativa 'esta mensagem em seu todo' para que dela venhamos a nos beneficiar da forma para a qual o DEUS/PAI e FILHO a propôs e cumpriu, nossa Salvação para uma vida em abundância e eterna junto a presença de Deus Criador, Único, Amoroso, Bondoso, Longanimo, Misericordioso, que somente tudo realizou por Sua Graça, Vontade,  e Prazer que sente em nos proteger e livrar do mal proveniente de satanás;  e toda esta passagem de sua morte, temos que entender que  não provem de homem algum, pois pelo próprio Jesus foi dito: "Respondeu Jesus: Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado,…" ,  bem como de que tudo não foi apenas pelos Judeus e sim para toda a humanidade, e não para uma vida terrena apenas (aqui estamos só de passagem), mas sim para uma vida eterna, não seria rei aqui na terra, o que poderia reivindicar junto a tradição humana judaica, bem como de que o significado de sua morte não está somente nela própria, mas sim em em todo o Seu ministério, Evangelho que temos que dar ouvidos, "Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.
Disse-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Jesus respondeu: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.
", e não como os judeus naquele momento que recusaram Suas Verdades e o levaram a morte de cruz junto a malfeitores, preferindo a liberdade de um 'assassino' em seu lugar ( vejo aqui bem representado a escolha entre a vida e a morte, recusaram a Jesus, que os Justificariam para a Vida eterna, e preferiram um assassino, que por ter chegado até este atributo percebemos que já totalmente dominado por satanás, que nada mais quer do que nossa morte para com Deus Criador)  : "Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei e, segundo a nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus." não criam, até mesmo os da linhagem dos sacerdotes, que o tinham meramente como filho de homem, no que declararam "Diziam, pois, os principais sacerdotes dos judeus a Pilatos: Não escrevas, O Rei dos Judeus, mas que ele disse: Sou o Rei dos Judeus.Respondeu Pilatos: O que escrevi, escrevi." como muitos, judeus e não judeus,  infelizmente até hoje não crêem, que JESUS É O FILHO DO DEUS ALTÍSSIMO, e não homem vindo de descendência humana, como eles o viam, 

-João 18 (http://www.bibliaonline.com.br/acf/jo/18)

29-40-Então Pilatos saiu fora e disse-lhes: Que acusação trazeis contra este homem?
Responderam, e disseram-lhe: Se este não fosse malfeitor, não to entregaríamos.
Disse-lhes, pois, Pilatos: Levai-o vós, e julgai-o segundo a vossa lei. Disseram-lhe então os judeus: A nós não nos é lícito matar pessoa alguma.
(Para que se cumprisse a palavra que Jesus tinha dito, significando de que morte havia de morrer).
Tornou, pois, a entrar Pilatos na audiência, e chamou a Jesus, e disse-lhe: Tu és o Rei dos Judeus?
Respondeu-lhe Jesus: Tu dizes isso de ti mesmo, ou disseram-to outros de mim?
Pilatos respondeu: Porventura sou eu judeu? A tua nação e os principais dos sacerdotes entregaram-te a mim. Que fizeste?
Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui.
Disse-lhe, pois, Pilatos: Logo tu és rei? Jesus respondeu: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.
Disse-lhe Pilatos: Que é a verdade? E, dizendo isto, tornou a ir ter com os judeus, e disse-lhes: Não acho nele crime algum.
Mas vós tendes por costume que eu vos solte alguém pela páscoa. Quereis, pois, que vos solte o Rei dos Judeus?
Então todos tornaram a clamar, dizendo: Este não, mas Barrabás. E Barrabás era um salteador.

João 19:(http://www.bibliaonline.com.br/acf/jo/19)

1-22- Pilatos, pois, tomou então a Jesus, e o açoitou.
E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lha puseram sobre a cabeça, e lhe vestiram roupa de púrpura.
E diziam: Salve, Rei dos Judeus. E davam-lhe bofetadas.
Então Pilatos saiu outra vez fora, e disse-lhes: Eis aqui vo-lo trago fora, para que saibais que não acho nele crime algum.
Saiu, pois, Jesus fora, levando a coroa de espinhos e roupa de púrpura. E disse-lhes Pilatos: Eis aqui o homem.
Vendo-o, pois, os principais dos sacerdotes e os servos, clamaram, dizendo: Crucifica-o, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Tomai-o vós, e crucificai-o; porque eu nenhum crime acho nele.
Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei e, segundo a nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus.
E Pilatos, quando ouviu esta palavra, mais atemorizado ficou.
E entrou outra vez na audiência, e disse a Jesus: De onde és tu? Mas Jesus não lhe deu resposta.
Disse-lhe, pois, Pilatos: Não me falas a mim? Não sabes tu que tenho poder para te crucificar e tenho poder para te soltar?
Respondeu Jesus: Nenhum poder terias contra mim, se de cima não te fosse dado; mas aquele que me entregou a ti maior pecado tem.
Desde então Pilatos procurava soltá-lo; mas os judeus clamavam, dizendo: Se soltas este, não és amigo de César; qualquer que se faz rei é contra César.
Ouvindo, pois, Pilatos este dito, levou Jesus para fora, e assentou-se no tribunal, no lugar chamado Litóstrotos, e em hebraico Gabatá.
E era a preparação da páscoa, e quase à hora sexta; e disse aos judeus: Eis aqui o vosso Rei.
Mas eles bradaram: Tira, tira, crucifica-o. Disse-lhes Pilatos: Hei de crucificar o vosso Rei? Responderam os principais dos sacerdotes: Não temos rei, senão César.
Então, conseqüentemente entregou-lho, para que fosse crucificado. E tomaram a Jesus, e o levaram.
E, levando ele às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado Caveira, que em hebraico se chama Gólgota,
Onde o crucificaram, e com ele outros dois, um de cada lado, e Jesus no meio.
E Pilatos escreveu também um título, e pô-lo em cima da cruz; e nele estava escrito: JESUS NAZARENO, O REI DOS JUDEUS.
E muitos dos judeus leram este título; porque o lugar onde Jesus estava crucificado era próximo da cidade; e estava escrito em hebraico, grego e latim.
Diziam, pois, os principais sacerdotes dos judeus a Pilatos: Não escrevas, O Rei dos Judeus, mas que ele disse: Sou o Rei dos Judeus.
Respondeu Pilatos: O que escrevi, escrevi.

A mensagem da Cruz realmente deve ser tida como Uma Nova Aliança para conosco, uma Novidade de Vida para toda eternidade e não só terrena junto ao maligno, mas na dimensão de Deus Criador, junto a Sua Glória e cuidados que nem podemos imaginar o quanto será, como vemos em muitas de suas promessas para nós, relatadas nas Escrituras Sagradas;  e Jesus em todo seu ministério como homem deixou o Evangelho como esta aliança, a qual devemos entender no todo, e mesmo ali na Cruz, ainda como homem,  em meio a todo seu sofrimento humano, ainda dava este testemunho, e um deles era com relação a sua mãe carnal, Maria, e vendo-a ali aos pés da cruz, entendeu também seu sofrimento por ser mãe ( podemos imaginar qual era, quão grande era o sofrimento de Maria, mulher humana,  naquele momento? ), e como não poderia deixar assim, pois até ali a tinha por mãe porque ainda era homem, em cuja pessoa humana ela havia lhe educado de acordo com a tradição, e Ele lhe era obediente em sua idade tenra, mas já voltado para para a vontade do Pai tão somente, tanto que não é dado ênfase em seu Evangelho quanto a ele lhe chamando por mãe, bem pelo contrário já havia lhe preparado para este dia, onde seu legado de ser sua mãe acabaria, voltemos um pouco antes na vida de Jesus, quando criança para que fique esclarecido que isto não sou eu que vos digo, mas sim as 'Escrituras Sagradas' : "E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os, e interrogando-os.E todos os que o ouviam admiravam a sua inteligência e respostas.E quando o viram, maravilharam-se, e disse-lhe sua mãe: Filho, por que fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu ansiosos te procurávamos.E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?E eles não compreenderam as palavras que lhes dizia.E desceu com eles, e foi para Nazaré, e era-lhes sujeito. E sua mãe guardava no seu coração todas estas coisas.E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens.Lucas 2:46-52" , sendo Ele cumpridor da lei no entanto para a vida que viria  a ter logo em seguida não seria mais humano e não teria mais uma mãe, voltaria Vivo sim, mas para ir junto ao Pai que lhe enviará, o qual não lhe havia provido uma mãe de Sua Glória, mas somente lhe provera uma mãe humana carnal, que lhe era serva fiel, para a missão de lhe ser mãe enquanto homem, e isto já em outras passagens a preparava, vejamos somente mais uma : " Chegaram, então, seus irmãos e sua mãe; e, estando fora, mandaram-no chamar.E a multidão estava assentada ao redor dele, e disseram-lhe: Eis que tua mãe e teus irmãos te procuram, e estão lá fora.E ele lhes respondeu, dizendo: Quem é minha mãe e meus irmãos?E, olhando em redor para os que estavam assentados junto dele, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos.
Porquanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe.Marcos 3:31-35"
aqui Ele deixa bem claro que para a Vida que anunciava não tinha mãe, pois sendo que era parte de DEUS CRIADOR, sendo FILHO do DEUS PAI, não tinha mãe, além do que não consta em nenhum lugar nas 'Escrituras menção sobre alguma  'mãe de Deus'; e ali naquele momento tão sofrido ainda tinha que lhe lembrar disto, e a vendo ali, já viúva,( sendo que para que herdasse o trono terreno da descendência de Davi, José já havia falecido sendo Ele o único herdeiro do trono, sendo o primogênito humano de  Maria e José), bem como estava só, sem a presença de seus filhos mais novos, acompanhada somente por sua irmã e amiga,               [ façamos uma pausa aqui, quero refletir um pouco contigo, ( primeiro não fique algum leitor escandalizado com estas ultimas palavras escritas por mim, pois se assim não for sua crença, respeito, não a sua crença, mais sim a sua pessoa, e com todo o amor que tenho recebido de Deus peço que consulte com muita reflexão nas 'Escrituras Sagradas'  quanto a esta parte que também é integrante da mensagem da Cruz, sendo que todo o Evangelho de Jesus o é), claro é no texto citado acima que Jesus homem tinha outros irmãos  carnais filhos de José e Maria, citados também em outras passagens, e nenhum deles era parte de seus discípulos, bem como não se faz referência quanto a estes o seguirem em suas pregações, nem mesmo ali naquele momento na Cruz estavam junto a Maria; agora fica a minha reflexão, acredito, eu,  que está bem subentendido que estes não o criam como os demais judeus, assim fico a pensar no conflito que deveriam ter com relação a Maria que lhe acompanhava como mãe, bem como pelo fato dela estar só, tomando por base nossas famílias atuais, cada um deveria ter suas famílias, e a deixavam a seguir Jesus só, fato que João a recebe em seguida em sua casa],    e,  Jesus compadecido, olha para seu discípulo amado João que estava ali com ela, e diz: "Mulher, eis aí o teu filho." (ainda observe bem disse mulher já não mais se referindo a ela como mãe), acrescentando a João: " Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa."  [aqui, creio eu, que, como já ensinado em Seu Evangelho o cristão (e sabia que seu discípulo o era e permaneceria na fé) tem que acolher as viúvas, tanto materialmente quanto espiritualmente, então como dito que desde aquela hora João a recebeu em sua casa, podemos entender, que realmente a acolheu em sua casa materialmente falando, ou mesmo que a tenha acolhido 'espiritualmente', ou seja, para estar sempre com ela na mesma fé,], isto  para que se confirmasse todo Seu Evangelho, pois logo em seguida sabia que já todas as coisas estavam terminadas no cumprimento das 'Escrituras' e para a vontade do PAI, estava terminado seu ministério como homem carnal, e estava ali ao meio de tão grande sofrimento, e tinha sede como homem.          Estou em reflexão contigo , e espero que você leitor também o esteja, pois neste paragrafo não quis dar ênfase a minha crença, ou a sua, com relação a Maria, mas sim com relação ao ocorrido ali na Cruz, que é a mensagem que estamos a refletir desde a primeira mensagem, estando esta já na 7ª  publicação, e todas sobre uma única mensagem, 'a mensagem da Cruz',  vamos refletir, podemos imaginar o quão grande era o sofrimento de Jesus homem? mesmo sofrendo as dores na carne, as tinha também como dores sentimentais, pois creio que este momento lhe foi de muita angustia como homem carnal, mas tinha o firme proposito de cumprir a vontade do Pai para nossa Salvação eterna, e esta acredito que já está bem clara de que não há outro meio de se voltar ao Deus Criador, Deus Pai, se não por intermédio unicamente de Jesus, Deus Filho, que consumou ali naquele momento rendendo seu espirito ao Pai, para se fazer intermediário entre o homem 'pecador' afastado de Deus, remindo seus pecados, para a reaproximação deste com o Criador. 


-João 19 (http://www.bibliaonline.com.br/acf/jo/19)

25/30- E junto à cruz de Jesus estava sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria mulher de Clopas, e Maria Madalena.

Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.

Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.

Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede.

Estava, pois, ali um vaso cheio de vinagre. E encheram de vinagre uma esponja, e, pondo-a num hissope, lha chegaram à boca.

E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito.

A mensagem da Cruz, verdadeiramente nos é muito impactante, pois nela se confirma toda as 'Escrituras' , como ficou claro no Evangelho de Jesus como homem, e contem tão grande sacrifício com dores infinitas entre seu julgamento e aquele momento na Cruz,quando  ainda com vida humana houve trevas, por cerca de três horas seguidas, pois momento de muita dor tanto para Jesus quanto para Deus, vamos refletir mais um pouco neste momento quando Jesus exclamou como homem que o era : " Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? "   Deus Pai desamparou o seu único Filho ali na Cruz? como pode? mas vamos voltar um 'pouquinho no que estamos refletindo desde o principio desta série de postagens, Deus não tem sentimentos? sim, as 'Escrituras' nos revelam isto, pois bem ali naquele momento, assistindo tão profunda dor de Seu Filho Amado, sendo que tinha sido totalmente  Justo,  que lhe tinha sido completamente  fiel ao Seu propósito, vendo Ele ali, e carregado de tão grande multidão de pecados, de toda a humanidade, de todo o mal que satanás incutiu no homem,  que criou tão puro, e este próprio homem estava ali crucificando Seu Filho Amado,  no meio de dois malfeitores tão impregnados do mal, que julgados de cruz, o que deveria estar sentindo Deus?  ( dá para conciliarmos o que significa isto?) ,  estava assim para cumprir com o Seu propósito tão somente, podemos imaginar quão grande ira Deus sentiu neste momento contra o pecado, contra o mal que estava na humanidade?  creio que não podia resistir a isto em seus sentimentos, não conseguiu olhar para tamanha dor;  pois se mesmo antes com seu povo tão somente não podia conter a dor da ira, como quando da adoração ao 'bezerro de ouro' no deserto, que teve que se afastar, por amor,  para não consumir com tudo ali mesmo, e assim em tantas outras vezes nas quais o povo fazia alianças com Ele e as corrompiam e voltavam a servir seus próprios 'deuses',

-Atos 7 (http://www.bibliaonline.com.br/acf/atos/7)

39/43-   Ao qual nossos pais não quiseram obedecer, antes o rejeitaram e em seu coração se tornaram ao Egito,

Dizendo a Arão: Faze-nos deuses que vão adiante de nós; porque a esse Moisés, que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu.

E naqueles dias fizeram o bezerro, e ofereceram sacrifícios ao ídolo, e se alegraram nas obras das suas mãos.

Mas Deus se afastou, e os abandonou a que servissem ao exército do céu, como está escrito no livro dos profetas: Porventura me oferecestes vítimas e sacrifícios No deserto por quarenta anos, ó casa de Israel?

Antes tomastes o tabernáculo de Moloque, E a estrela do vosso deus Renfã, Figuras que vós fizestes para as adorar. Transportar-vos-ei, pois, para além da Babilônia.

imagina naquele momento vendo toda esta ira passada e mesmo assim o mal  ainda presente em seu povo, sobre o qual já havia tantas maravilhas  efetuado, tantos livramentos, tantos sinais e prodígios;  e ira daquele próprio momento em si, bem como a que poderia voltar a ter se não ficasse toda ali sobre Jesus, não, não podia olhar para isso, não cumpriria seu Plano, consumiria tudo neste momento, mas por Amor ao homem, por amor a mim, por amor a você, por amor a toda a humanidade, tão somente se voltou, dá´para imaginar o tão grande significado disto? penso eu que a cada 'pecado' em meu cotidiano, sendo humana, Deus poderia se irar comigo, como com  qualquer outro homem, e me consumir de vez, no entanto seu Amor por mim, como por  qualquer outro homem, é tão imensurável, tão inexplicável, que deixou sua ira ficar ali sobre Seu Filho Amado na Cruz, ao qual até abandonou neste instante! ah não dá para entender tanto amor por mim, não consigo atingir este  ponto de discernimento na mensagem da Cruz!, e quanto a Jesus então??  ali naquele momento, como homem, depois de tanto caminhar, ensinar, capacitar seus discípulos, foi traído, negado, abandonado, estava só, como homem, já havia suado sangue, passando por tão imensa humilhação, estava pregado em uma Cruz, sem nada ter cometido de mal, sem ter se contaminado pelo mal, tão somente por causa do meu pecado, do pecado de toda a humanidade que estava ali todo sobre si??  o qual terrível 'peso' até fez com que o Pai lhe deixasse só, levando assim sobre si  toda a ira de Deus contra o mal, ah dá para conciliar isto tudo??   e, isto tão somente por Sua Graça, por Sua Misericórdia, sem nada cobrar, tão somente que eu o amemos, que nos voltemos para Ele!!! Ah como é possível alguém dizer que Deus não é só Amor?  Como é possível alguém dizer que se faz necessário qualquer outra coisa para se achegar a Deus, a não ser este tão inexplicável Amor de Jesus, de toda a humilhação que passara, de Todo este Seu sacrifico ali na Cruz, de sua entrega total e irrestrita a vontade do Pai, para nossa Salvação???  Como? Eu me pergunto como contradizer isto tudo??? Como distorcer esta mensagem em cada parte de seu contexto, sendo tudo ali consumado na Cruz??? Como???  igualmente àqueles judeus que estavam ali naquele mesmo momento e ainda diziam que Jesus estava clamando a Elias?  Como podemos, como???

-Marcos 15:(http://www.bibliaonline.com.br/acf/mc/15)

33/38- E, chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra até a hora nona.          E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz, dizendo: Eloí, Eloí, lamá sabactâni? que, traduzido, é: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?            E alguns dos que ali estavam, ouvindo isto, diziam: Eis que chama por Elias.     E um deles correu a embeber uma esponja em vinagre e, pondo-a numa cana, deu-lho a beber, dizendo: Deixai, vejamos se virá Elias tirá-lo.       E Jesus, dando um grande brado, expirou.          E o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo.

 

"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.João 14:6" é possível acreditarmos em outra verdade? existe outra verdade além desta? se ali na Cruz tudo foi confirmado? Se de tanto significativo foi aquele momento, de que até houve trevas, se foi ali que o véu do templo se rasgou de alto a baixo, a terra tremeu, até as pedras fenderam-se, se foram abertos os sepulcros, e mortos ressuscitaram? Sendo que depois da ressureição de Jesus da mesma forma eles ressuscitaram, e da mesma forma para confirmação de que  já houvera Jesus vencido a própria morte por toda a humanidade, tendo ir buscar até os que antes dele haviam morrido, e da mesma forma como Jesus apareceu Vivo, eles também foram vistos vivos, dá para acreditar em outra verdade???

-Mateus 27-(http://www.bibliaonline.com.br/acf/mt/27)

43/53-Confiou em Deus; livre-o agora, se o ama; porque disse: Sou Filho de Deus.           E o mesmo lhe lançaram também em rosto os salteadores que com ele estavam crucificados.      E desde a hora sexta houve trevas sobre toda a terra, até à hora nona.      E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?       E alguns dos que ali estavam, ouvindo isto, diziam: Este chama por Elias,        E logo um deles, correndo, tomou uma esponja, e embebeu-a em vinagre, e, pondo-a numa cana, dava-lhe de beber.       Os outros, porém, diziam: Deixa, vejamos se Elias vem livrá-lo.         E Jesus, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito.           E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras;    E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados;        E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.

É possível, ainda depois de refletir, sobre este momento da Cruz, onde tudo foi confirmado, da forma mais dolorosa, mais clara e mais incrível, tudo quanto esta escrito nas "Escrituras Sagradas', e não cremos nelas? É possível olharmos novamente para a passagem da Cruz somente com o 'impacto' que superficialmente ela trás? É possível ficarmos 'só com a emoção' ao ler, ouvir ou ver retratado? É possível servirmos a outros 'deuses' e não nos voltarmos unicamente ao nosso Criador, ao nosso único DEUS DE AMOR? É possível não ser gerado em nós um arrependimento genuíno, verdadeiro?  É possível duvidar disto, que DEUS NOS AMA E NOS QUER AO SEU LADO ETERNAMENTE ONDE DESFRUTAREMOS DE TODOS OS SEUS CUIDADOS, COM TODO GOZO E ALEGRIA?  É possível deixar de amar a ESTE DEUS antes de todas as coisas, sendo que todas elas, inclusive nós, apenas existimos e subsistimos por Ele e para Ele? É possível dizer que ´apenas nós o amamos porque nós o amamos, será que Ele não nos amou primeiro e nos concedeu deste amor para o ama-Lo? não devemos ama-lo pelo que é: DEUS CRIADOR, MISERICORDIOSO, LONGANIMO EM SEU AMOR, REMIDOR E SALVADOR?  Bom como já vimos temos o livre arbítrio, e todas estas perguntas, ficam tão somente com uma resposta, nossa escolha!  E, se bem refletimos, desde quando resumidamente voltamos ao principio na primeira postagem desta 'mensagem da Cruz' até aqui nesta, podemos saber que esta escolha é somente entre duas opções, não havendo meios termos, ou 'atalhos' até elas, sendo somente: entre o bem ou o mal, ou seja a  Luz ou as trevas, ou ainda  entre o céu e o inferno, ou ainda bem melhor colocado e esclarecido entre a Vida eterna  junto a Glória  Deus, (e isto bem claro que somente através de Jesus) ou a morte para com Deus e sofrimento eterno longe de sua presença. Cabe a cada um de nós escolhermos!

 

Porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos.Atos 17:31

Faze-nos voltar, SENHOR Deus dos Exércitos; faze resplandecer o teu rosto, e seremos salvos. Salmos 80:19-

 

Não existe outra forma de podermos entender claramente toda esta mensagem, em cada ponto de sua reflexão, se não for por intermédio da leitura, do conhecimento, das 'Escrituras Sagradas, a Bíblia, lembrando sempre de pedirmos o 'discernimento ' sobre seu entendimento,  ao Santo Espirito de Deus que é Sua presença Viva conosco como Deus Pai e Deus Filho, assunto que ainda faz parte integrante da 'mensagem da Cruz', após a crucificação, assim continuo te convidando a refletirmos juntos na próxima publicação.Até lá!

 

Musica:  Foi na Rude Cruz

http://www.fileden.com/files/2008/9/7/2085534/Instrumental%20Gospel%20MID/Evangelica-Foi_Na_Rude_Cruz.mid

 

 

 

 

 

 

“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; João 5: 39”

C O M P A R T I L H A R... isto é viver...é aprender...






Recomendo que clique no link indicado no final de cada postagem efetuada só com a introdução, para leitura integral do texto publicado na íntegra na folha CONTINUA.