Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

__________________VERSÍCULOS DO DIA ______________

Mas os que andavam dispersos iam por toda a parte, anunciando a palavra. Atos8:4
E estava ali um certo homem, chamado Simão, que anteriormente exercera naquela cidade a arte mágica, e tinha iludido o povo de Samaria, dizendo que era uma grande personagem; Atos8:9
>
- se preferir texto parado, pare o mouse sobre o versículo-

Abaixo publico algumas anotações sobre estes versículos.
Não deixe de ler as citações bíblicas, pois delas é que compartilho
* Deus nos abençoe *
***
*Faça a sua reflexão sobre estes versículos, pois DEUS quer falar diretamente com você, lembre-se que ELE te chama pelo seu nome e quer escrevê-lo e mantê-lo no Livro da Vida Eterna.*
***

(Se necessário, ATUALIZE A FOLHA PARA VISUALIZAR AS ANOTAÇÕES DOS VERSÍCULOS DE HOJE
http://wwwcompartilhar.blogspot.com/


quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Versículos do dia: A igreja mesmo perseguida cresce- Simão 1



Mas os que andavam dispersos iam por toda a parte, anunciando a palavra.
Atos8:4

E estava ali um certo homem, chamado Simão, que anteriormente exercera naquela cidade a arte mágica, e tinha iludido o povo de Samaria, dizendo que era uma grande personagem;
Atos8:9






Depois da morte de Estevão a igreja passou a ser perseguida e foram dispersos os cristãos, mas atentemos bem que não fora para queda da igreja, mas sim para seu crescimento e expansão, pois todos cheios do Espirito Santo continuavam a dar testemunho e a pregar por onde fossem.


“Mas os que andavam dispersos iam por toda a parte, anunciando a palavra.
E, descendo Filipe à cidade de Samaria lhes pregava a Cristo.
E as multidões unanimemente prestavam atenção ao que Filipe dizia, porque ouviam e viam os sinais que ele fazia;
Pois que os espíritos imundos saíam de muitos que os tinham, clamando em alta voz; e muitos paralíticos e coxos eram curados.
E havia grande alegria naquela cidade.
Atos8:4-8

Atentemos bem que ia se cumprindo o prometido por Jesus, tinham autoridade e poder para efetuar os mesmos sinais e prodígios que Jesus fazia, como o que ficou relatado sobre Filipe, e havia alegria por onde ia assim exercendo seu ministério.

“E estava ali um certo homem, chamado Simão, que anteriormente exercera naquela cidade a arte mágica, e tinha iludido o povo de Samaria, dizendo que era uma grande personagem;
Ao qual todos atendiam, desde o menor até ao maior, dizendo: Este é a grande virtude de Deus.
E atendiam-no, porque já desde muito tempo os havia iludido com artes mágicas.
Mas, como cressem em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus, e do nome de Jesus Cristo, se batizavam, tanto homens como mulheres.
E creu até o próprio Simão; e, sendo batizado, ficou de contínuo com Filipe; e, vendo os sinais e as grandes maravilhas que se faziam, estava atônito.
Atos8:9-13

Atentemos que Simão antes da vinda dos cristãos exercia artes mágicas naquele lugar, e era respeitado por todos e dizia ser virtude de Deus, e assim enganava o povo.
Atentemos muito bem qual já era o agir de satanás para impedir o povo a ter conhecimento de Deus Criador, e isto desde o princípio quando já feito o homem se afastar de Deus pelo pecado, e estando já numa geração onde muitos sequer tinham ouvido falar de Deus, sim os povos já totalmente cegos de um Deus Criador, que viviam sob abominações do maligno. E tendo Deus então falado a Abraão e prometido uma descendência abençoada por Ele e na sua Presença, o povo israelita, nos quais satanás estava sempre querendo enganar e afastá-los de Deus e assim o fazia como usava a Simão com enganos.
Entendamos bem coisas que são abominações a Deus, que nunca foram permitidas por Deus. E Deus não muda é o mesmo até hoje e o será para sempre então tais práticas são abominações a Deus.

“Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações.
Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;
Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti.
Perfeito serás, como o Senhor teu Deus.
Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o Senhor teu Deus não permitiu tal coisa.
Deuteronômio18:9-14

Que estejamos sempre muito atentos a tais levantamentos, pois nada procede de Deus.

Atentemos que muitos eram batizados crendo em Jesus, e assim ia crescendo ainda mais a igreja, até mesmo Simão vendo que o povo se ajuntava e cria na doutrina que Filipe pregava, também o creu e fora batizado estando sempre com Filipe e ficava espantado com tudo que realizava.


“Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, ouvindo que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João.
Os quais, tendo descido, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo
(Porque sobre nenhum deles tinha ainda descido; mas somente eram batizados em nome do Senhor Jesus).
Então lhes impuseram as mãos, e receberam o Espírito Santo.

Atentemos que mesmo a igreja sendo dispersa pela perseguição, continuava crescendo, e continuavam sendo o corpo de Cristo, um só corpo, pois os apóstolos ao terem conhecimento de novos convertidos envia para lá Pedro e João, que impondo as mãos sobre os que foram batizados e estes recebiam o Espirito Santo, atentemos que somente o batismo não os fazia cheios do Espirito Santo, mas eram confirmados na fé e com a imposição das mãos por parte dos apóstolos então recebiam o Espirito Santo.
Mas atentemos muito bem que somente quem era confirmado na fé recebiam o dom do Espirito Santo, pois veremos amanhã o que ocorre com Simão.

E hoje como anda o crescimento da igreja desde que não temos perseguições, exceto em alguns lugares que ainda perseguem cristãos, estamos crescendo como corpo de Cristo? No evangelho genuíno de Jesus, nos afastando das abominações do mundo? Pregando a todos quantos enganados pelo maligno?



terça-feira, 21 de novembro de 2017

Versículos do dia: A morte de Estevão- a perseguição da igreja de Cristo



Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus;
Atos7:55

E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu.
Atos7:60








E tendo Estevão pregado aos do Sinédrio, e falando a eles que eram como seus antepassados de dura cerviz, aqueles se enfureceram

“E, ouvindo eles isto, enfureciam-se em seus corações, e rangiam os dentes contra ele.
Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no céu, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus;
E disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem, que está em pé à mão direita de Deus.
Mas eles gritaram com grande voz, taparam os seus ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele.
E, expulsando-o da cidade, o apedrejavam. E as testemunhas depuseram as suas capas aos pés de um jovem chamado Saulo.
E apedrejaram a Estêvão que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito.
E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu
Atos7:54-60

Estevão não se acovardou diante da fúria daqueles, mas confiante em Deus permanecia, e cheio do Espirito Santo viu a glória de Deus, e viu Jesus à direita de Deus, ele viu o que se passava no céu, e disso falou aos presentes que não lhes dava ouvidos pelo contrário todos se enfureciam ainda mais, já lhe sentenciando a morte.
Atentemos aqui que com Estevão já não quiseram saber de entregá-lo ao Tribunal dos romanos que detinham o poder, como fora feito a Jesus, pois Jesus tinha sua missão e tudo fora feito para se cumprir com o plano de Salvação ao homem, o sacrifício perfeito; mas Estevão eles mesmos executariam a sua sentença, por isso o levaram para fora da cidade para o apedrejar, começando assim agora uma perseguição contra os cristãos, contra a igreja, e atentemos bem que esta perseguição era por parte do próprio povo de Deus, ímpios entre eles, não por estranhos ao conhecimento de Deus Único, mas os que se intitulavam conhecedores da Palavra de Deus.
Agora atentemos muito bem que mesmo estando a receber pedradas Estevão clama ao Senhor Jesus para que recebesse seu espírito, não se revolta contra o Espirito Santo mesmo estando a pontos de perder a vida, e ainda clama pelo perdão aos que os estavam apedrejando, sendo suas últimas palavras, sim com compaixão por aqueles que morre.

Agora atentemos que ali presente encontrava-se Saulo, a quem entregaram as vestes de Estevão, sim o mesmo que posteriormente viria a ser apóstolo designado por Jesus, mas ali naquele momento consente com a morte de Estevão, e ainda o que passaria a assolar a igreja, perseguindo os cristãos em suas casas e levando-os presos.

“E também Saulo consentiu na morte dele. E fez-se naquele dia uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém; e todos foram dispersos pelas terras da Judéia e de Samaria, exceto os apóstolos.
E uns homens piedosos foram enterrar Estêvão, e fizeram sobre ele grande pranto.
E Saulo assolava a igreja, entrando pelas casas; e, arrastando homens e mulheres, os encerrava na prisão.
Atos8:1-3


Atentemos que a partir de então houve uma dispersão da igreja que estava sendo perseguida, e assim se espalharam pela Judéia e Samaria, mas os apóstolos permaneceram em Jerusalém.

Vejamos que tudo fora entre o povo de Deus, e assim o era desde seus antepassados, pois Deus nunca falara pelos profetas a povos estranhos, mas sim sempre a seu próprio povo, e sempre quando há menção de 'ímpios' no Velho testamento é também ao próprio povo de Deus que não dava ouvidos as Suas Palavras, que eram sim incrédulos, que não respeitavam as coisas sagradas nem a prática da lei, mesmo sendo conhecedores do Deus Criador que lhes fazia sempre milagres e prodígios para os guardarem, e mesmo assim se rebelavam, sendo até mais ímpios do que os próprios ímpios que não conheciam a Deus.
Por isso que estejamos muito atentos a Palavra de Deus, a Bíblia Sagrada, pois muitas mensagens que achamos ser para ateus na verdade são dirigidas a nós mesmos, que não tapemos nossos ouvidos, como fizeram aqueles do Sinédrio quando Estevão pregava sobre um Deus Bom e Misericordioso e um povo que o desprezavam, e falou do Espirito Santo e eles ainda mais tapavam seus ouvidos, e até sua morte falou da glória de Deus e de Jesus Redentor, mas eles não deram ouvidos ainda mais taparam seus ouvidos.

E atentemos muito bem também que quem é cheio do Espirito Santo, como Estevão, faz a obra por compaixão do próximo, pois Estevão aproveitou seu direito a defesa própria para pregar aqueles, para ver se eles se convertiam, e mesmo até a morte teve compaixão deles.
Quem é cheio do Espirito Santo não é para beneficio próprio ou apenas de seus entes queridos, mas sim o deve ser para compaixão até de seus inimigos, e não desistir por mais que esteja difícil a situação.
Pois sim quem é cheio do Espirito Santo consegue ver a glória de Deus acima de qualquer circunstância terrestre, e sim confiantemente crer ser recebido por Jesus mesmo este corpo perecendo.
Ser cheio do Espirito Santo não é um emocionalismo apenas, é para cumprimento da obra de Deus mesmo ao meio de sofrimentos, é receber sim um refrigério de espírito independentemente de qual seja a circunstância presente, e continuar ao meio a dor tendo compaixão do próximo.
Ser cheio do Espirito Santo não é para exibicionismo é para o quer for útil para a obra de Deus, como estamos vendo desde o dia de Pentecostes.
Que tomemos cuidado com estes termos “ ser cheio do Espirito Santo”, “ser batizado no Espirito Santo” pois é verdadeiramente algo sagrado e não uma reação carnal.

Vejamos que desde o princípio a perseguição da igreja de Cristo fora por parte do próprio povo que se intitulava 'povo de Deus', tudo por ganâncias, por interesses próprios, por querer glórias e honras terrenas, para satisfazer desejos carnais, e é este o agir do infeliz satanás que sutilmente engana até o próprio 'povo de Deus', para destruir os membros do Corpo de Cristo e então enfraquecer a igreja de Cristo na terra.
Que estejamos atentos, pois temos a liberdade, exceto alguns lugares que ainda perseguem efetivamente com morte a cristãos, mas somos livres para pregar o Evangelho genuíno de Jesus, no entanto nossa 'perseguição' pode estar dentro da própria igreja.
Por isto essencial verificarmos sempre o exemplo de oração e comunhão dos apóstolos com Jesus, de observarmos a doutrina que pregavam, pois aprendidas diretamente, pessoalmente com Jesus, e não ficou registrada na Bíblia, no Novo Testamento, a toa mas sim para que a tenhamos por Palavra de Deus para nosso agir cotidiano, e não venhamos a sermos ímpios.

Hoje ninguém mais é levado para fora da cidade para ser apedrejado, mas estejamos bem atentos, pois o infeliz satanás age de forma mais efetiva, não mata o corpo, mas quer nos tirar da presença Santa de Deus, nos tirar de debaixo da maravilhosa Graça de Deus, para matar nossa vida eterna junto a Deus;

Que busquemos sempre estarmos cheios do Espirito Santo de Deus verdadeiramente, e então vermos a glória de Deus, como Estevão vira, para que nosso espírito esteja em Cristo Jesus, mesmo que este corpo padeça.
Estevão foi o primeiro 'mártir' na igreja, não exatamente por causa de sua morte, mas sim o fato de defender a Verdade de Deus, de dar seu testemunho até sua morte, e depois dele muitos outros surgiram no mesmo testemunho.
E atentemos bem que tudo fizera com muita calma e respeito pelos ouvintes, sem revoltas, sem medos,serenamente, ao ponto de ter sido visto com rosto parecido a de anjo, sim homem cheio do Espirito Santo de Deus, que dera seu testemunho da Verdade de Deus até ser apedrejado por isto.


E nosso testemunho como tem sido? Somos verdadeiramente cheios do Espirito Santo de Deus?

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Versículos do dia: Estevão prega no Sinédrio- 3


Dizendo a Arão: Faze-nos deuses que vão adiante de nós; porque a esse Moisés, que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu.
Atos7:40

Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais.
Atos7:51







Estevão continuava a pregar para os do Sinédrio, e fala das proezas de Moisés que fora rejeitado pelo povo

35-A este Moisés, ao qual haviam negado, dizendo: Quem te constituiu príncipe e juiz? a este enviou Deus como príncipe e libertador, pela mão do anjo que lhe aparecera na sarça.
36-Foi este que os conduziu para fora, fazendo prodígios e sinais na terra do Egito, e no Mar Vermelho, e no deserto, por quarenta anos.
37-Este é aquele Moisés que disse aos filhos de Israel: O Senhor vosso Deus vos levantará dentre vossos irmãos um profeta como eu; a ele ouvireis.
38-Este é o que esteve entre a congregação no deserto, com o anjo que lhe falava no monte Sinai, e com nossos pais, o qual recebeu as palavras de vida para no-las dar.
39-Ao qual nossos pais não quiseram obedecer, antes o rejeitaram e em seu coração se tornaram ao Egito,
40-Dizendo a Arão: Faze-nos deuses que vão adiante de nós; porque a esse Moisés, que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu.
Atos7:35-40

vs 36- Êxodo 7:3; 14:21; Números 14:33
vs 37- Deuteronômio 18:15-18
vs 38- Êxodo 19:1; 20:1-17; Deuteronômio 5:1-33
vs 39-40- Êxodo 32:1-6

E continua a dizer como o povo rejeitou novamente Moisés, rejeitando a Deus

41-“E naqueles dias fizeram o bezerro, e ofereceram sacrifícios ao ídolo, e se alegraram nas obras das suas mãos.
42-Mas Deus se afastou, e os abandonou a que servissem ao exército do céu, como está escrito no livro dos profetas: Porventura me oferecestes vítimas e sacrifícios No deserto por quarenta anos, ó casa de Israel?
43-Antes tomastes o tabernáculo de Moloque,E a estrela do vosso deus Renfã, figuras que vós fizestes para as adorar.Transportar-vos-ei, pois, para além da Babilônia.
Atos7:41-43

vs 41- Êxodo 32:4-
vs 42-43- Amós 5:25-27

Fala Estevão do Tabernáculo feito por Moisés, até os dias de Davi que quis construir um templo ao Senhor, mas já dizendo que Deus não habita em templo feito por mãos humanas,

44-Estava entre nossos pais no deserto o tabernáculo do testemunho, como ordenara aquele que disse a Moisés que o fizesse segundo o modelo que tinha visto.
45-O qual, nossos pais, recebendo-o também, o levaram com Josué quando entraram na posse das nações que Deus lançou para fora da presença de nossos pais, até aos dias de Davi,
46-Que achou graça diante de Deus, e pediu que pudesse achar tabernáculo para o Deus de Jacó.
47-E Salomão lhe edificou casa;
48-Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta:
49-O céu é o meu trono,e a terra o estrado dos meus pés.Que casa me edificareis? diz o Senhor,Ou qual é o lugar do meu repouso?
50- Porventura não fez a minha mão todas estas coisas?
Atos7:44-50

vs 44- Êxodo 25:1-40
vs 45,46- Josué 3: 1-17- 2ª Samuel 7:1-16; 1ª Cronicas 17: 1-14;
vs 47- 1ª Reis 6:1-38; 2ª Cronicas 3:1-17
vs 49-50- Isaías 66:1-2

Estevão tinha sido acusado de falar contra Deus, contra Moisés, contra o lugar que habitavam, e contra o templo, mas estava ali pregando de um Deus Bom, de Moisés servo fiel, do Tabernáculo, Arca da Aliança, como santa Presença de Deus, mas fala de seus antepassados como um povo desobediente, dizendo então quanto a templo feito por mãos de homens que não era a morada de Deus, mas que Deus está acima de tudo.

Passa então a falar do povo ali presente, que eram como seus antepassados que resistiam ao mandar de Deus, e agora resistiam ao mover do Espirito Santo.

51-Homens de dura cerviz, e incircuncisos de coração e ouvido, vós sempre resistis ao Espírito Santo; assim vós sois como vossos pais.
52-A qual dos profetas não perseguiram vossos pais? Até mataram os que anteriormente anunciaram a vinda do Justo, do qual vós agora fostes traidores e homicidas;
53- Vós, que recebestes a lei por ordenação dos anjos, e não a guardastes.
Atos7:51-53

Mas atentemos que não fala de si, mas sim movido pelo Espirito Santo, e ainda citando as Escrituras Sagradas, e já predito em profecia

“Disse mais o Senhor a Moisés: Tenho visto a este povo, e eis que é povo de dura cerviz.
Êxodo 32:9

Mas eles foram rebeldes, e contristaram o seu Espírito Santo; por isso se lhes tornou em inimigo, e ele mesmo pelejou contra eles.
Isaías 63:10

Atentemos que ele fala dos profetas que anunciaram a Jesus e foram mortos no Antigo Testamento, lembrando aqui inclusive de João Batista, e que eles mesmos haviam sentenciado a Jesus, que não guardaram a lei nem mesmo enxergavam agora o cumprimento das profecias.

Atentemos que Estevão falava com intrepidez, encorajado pelo Espirito Santo falava da Verdade.



E mesmo a mais de dois mil anos que Jesus morreu e fora ressuscitado, que o Espirito Santo de Deus veio em nós mesmo habitar, ainda existe um povo de dura cerviz, sim um povo que se diz povo de Deus mas que como aqueles naquela época não aceitam o batismo do arrependimento, não dobram-se diante da Soberania de Deus, ou que não vivem de acordo com a doutrina de Jesus e das dos apóstolos que viveram e aprenderam junto a Jesus.

Um povo sim como aqueles 'libertinos' que vimos no inicio destas postagens ( Estevão 1) que se contaminam com os males da carne neste mundo e trazem coisas mundanas para dentro das igrejas, com heresias, e que acham tudo normal, não se atentam aos princípios da igreja primitiva anulando o ministério de Jesus que formou seus doze apóstolos que instruíram a igreja, e com certas lideranças como aquelas do Sinédrio que anulam a Graça Salvadora de Deus em Cristo Jesus.

Mas que entendamos bem desta graça, pois sim uma liberdade no Espirito Santo para sermos livres da escravidão do pecado, como escrito por Paulo em Romanos 6), e como disse João em 1ª João capitulo 2;
“ Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.1 João 2:1
mas entendamos bem não livres de temor, respeito a Deus Soberano, aos ensinamentos de Cristo Jesus, ou seja não livres de submeter-se ao comando de Deus, agindo por conta própria, esquecendo-se de que haverá um dia a que todos deverão prestar contas de seus atos, pois sim Jesus voltará, e não mais como advogado mas sim como Justo Juiz.

Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.
Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.
E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.
1 João 2:15-17

E o que mais se vê dentro das igrejas hoje, pregadores que falam com intrepidez perante os errantes, ou os que com interesses próprios não podem pregar assim pois estão em suas próprias concupiscências? Que reflitamos nisto tanto como lideres ou membros que escolhem seus pregadores de acordo com as suas concupiscências.


domingo, 19 de novembro de 2017

Versículos do dia: Estevão prega no Sinédrio- 2


E os patriarcas, movidos de inveja, venderam José para o Egito; mas Deus era com ele.
Atos7:9

E Moisés foi instruído em toda a ciência dos egípcios; e era poderoso em suas palavras e obras.
Atos7:22






Como vimos ontem Estevão estava aproveitando seu direito a defesa para pregar ao Sinédrio, e tendo falado de Abraão até a descendência de Jacó, começa então a falar de José:

9-“E os patriarcas, movidos de inveja, venderam José para o Egito; mas Deus era com ele.
10-E livrou-o de todas as suas tribulações, e lhe deu graça e sabedoria ante Faraó, rei do Egito, que o constituiu governador sobre o Egito e toda a sua casa.
11-Sobreveio então a todo o país do Egito e de Canaã fome e grande tribulação; e nossos pais não achavam alimentos.
12-Mas tendo ouvido Jacó que no Egito havia trigo, enviou ali nossos pais, a primeira vez.
13-E na segunda vez foi José conhecido por seus irmãos, e a sua linhagem foi manifesta a Faraó.
14-E José mandou chamar a seu pai Jacó, e a toda a sua parentela, que era de setenta e cinco almas.
15-E Jacó desceu ao Egito, e morreu, ele e nossos pais;
16-E foram transportados para Siquém, e depositados na sepultura que Abraão comprara por certa soma de dinheiro aos filhos de Emor, pai de Siquém.
Atos7:9-16

Aqui Estevão já fala dos patriarcas que por pura inveja se desfizera de seu irmão José, no entanto Deus era com ele e o fizera prosperar, falando até a morte de Jacó, mencionando que assim todos os que eram daquela época morreram.
vs 9- Genesis 37:11; 37:28; 39:2; 39:21
vs 10- Genesis 41:39-41
vs 11- Genesis 41:54-57
vs 12- Genesis 42:1-2
vs 13- Genesis 45:1
vs 14- Genesis 45:9-10; 46:27
vs 15- Genesis 46:1-7; 49:33
vs 16- Genesis 23:3-20; 33:19; 50:7; Josué 24:32;

Depois de Jacó e descendência, Estevão começa então a falar sobre Moisés como se aproximava o tempo da promessa feita a Abraão e o povo em cativeiro no Egito tinha se multiplicado

17-Aproximando-se, porém, o tempo da promessa que Deus tinha feito a Abraão, o povo cresceu e se multiplicou no Egito;
18-Até que se levantou outro rei, que não conhecia a José.
19-Esse, usando de astúcia contra a nossa linhagem, maltratou nossos pais, ao ponto de os fazer enjeitar as suas crianças, para que não se multiplicassem.
20-Nesse tempo nasceu Moisés, e era mui formoso, e foi criado três meses em casa de seu pai.
21-E, sendo enjeitado, tomou-o a filha de Faraó, e o criou como seu filho.
22-E Moisés foi instruído em toda a ciência dos egípcios; e era poderoso em suas palavras e obras.
23-E, quando completou a idade de quarenta anos, veio-lhe ao coração ir visitar seus irmãos, os filhos de Israel.
24-E, vendo maltratado um deles, o defendeu, e vingou o ofendido, matando o egípcio.
25-E ele cuidava que seus irmãos entenderiam que Deus lhes havia de dar a liberdade pela sua mão; mas eles não entenderam.
26-E no dia seguinte, pelejando eles, foi por eles visto, e quis levá-los à paz, dizendo: Homens, sois irmãos; por que vos agravais um ao outro?
27-E o que ofendia o seu próximo o repeliu, dizendo: Quem te constituiu príncipe e juiz sobre nós?
28-Queres tu matar-me, como ontem mataste o egípcio?
29- E a esta palavra fugiu Moisés, e esteve como estrangeiro na terra de Midiã, onde gerou dois filhos.
Atos7:17-29

Estevão faz um resumo sobre a vida de Moisés, que criado como neto do Faraó fora instruído em toda sabedoria egípcia, mas depois de homem-feito resolve viver junto aos israelitas, mas foge do Egito perseguido por Faraó.

Vs 18 e 18- Êxodo 1:7-9
vs 19- Êxodo 1:10-12; 1-22
Vs 20 e 21- Êxodo 2:2-10
vs 23 e 24- Êxodo 2- 11-12
vs 26,27 e 28- Êxodo 2:13-22
vs 29 – Êxodo 2:15; 18:3-4


Prossegue Estevão falando de Moisés quando Deus lhe fala para salvar o povo do Egito,

30-E, completados quarenta anos, apareceu-lhe o anjo do Senhor no deserto do monte Sinai, numa chama de fogo no meio de uma sarça.
31-Então Moisés, quando viu isto, se maravilhou da visão; e, aproximando-se para observar, foi-lhe dirigida a voz do Senhor,
32-Dizendo: Eu sou o Deus de teus pais, o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés, todo trêmulo, não ousava olhar.
33-E disse-lhe o Senhor: Tira as alparcas dos teus pés, porque o lugar em que estás é terra santa.
34-Tenho visto atentamente a aflição do meu povo que está no Egito, e ouvi os seus gemidos, e desci a livrá-los. Agora, pois, vem, e enviar-te-ei ao Egito.
Atos7:30-34

Vs 30 a 34- Êxodo 3:1-10

Estevão falava com todo conhecimento das Escrituras, e com sabedoria ia falando da evolução do povo em cativeiro no Egito. Falava com intrepidez vinda do Espirito Santo, não estava importando em se defender mas sim em pregar a eles do Sinédrio. E não fala mal de Moisés, nem da lei,  como fora acusado.
E Prega um Deus misericordioso, um Deus Bom, que está sempre com aqueles a quem providencia para salvar seu povo de dificuldades, que não desampara seu povo, mesmo que estes já envolvidos com outros costumes de onde viviam em cativeiro.

E nós temos o conhecimento das Escrituras para pregarmos um Deus misericordioso e bom? Que mesmo que seu povo se afastava Dele nunca desistiu de os salvar?
Pois volto a repetir que para termos a sabedoria dado pelo Espirito Santo para fazermos assim uma pregação, temos que ter conhecimento da Palavra, temos que criar o hábito de ler a Bíblia diariamente, de ouvir da Palavra de Deus com atenção e em todas as oportunidades,   pois como seremos lembrados se nunca lemos ou ouvimos?
E como seremos cheios do Espirito Santo se não buscarmos por isto?

Amanhã veremos mais sobre esta pregação de Estevão. Até lá  

sábado, 18 de novembro de 2017

Versículos do dia: Estevão prega no Sinédrio- 1




E excitaram o povo, os anciãos e os escribas; e, investindo contra ele, o arrebataram e o levaram ao conselho.
Atos6:12

E disse o sumo sacerdote: Porventura é isto assim?
E ele disse: Homens, irmãos, e pais, ouvi. O Deus da glória apareceu a nosso pai Abraão, estando na mesopotâmia, antes de habitar em Harã,
Atos7:1,2







E entre os sete escolhidos pela comunidade e elegidos diáconos pelos apóstolos, estava Estevão, como diz o texto anterior: “….homem cheio de fé e do Espírito Santo-Atos 6:5

Estevão, nome de origem grega, falava o grego da Diáspora, dos que foram dispersos entre os judeus e viveram fora da Palestina, e retornando a Jerusalém. Se converteu a Palavra de Jesus, e como apresentado como homem cheio de fé, provavelmente andara com os discípulos junto a Jesus, e como cheio do Espirito Santo, esteve entre os 120 discípulos do dia de Pentecostes, se distinguia por sua sabedoria e tinha muita intrepidez ao falar da Palavra.

“E Estêvão, cheio de fé e de poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo.
E levantaram-se alguns que eram da sinagoga chamada dos libertinos, e dos cireneus e dos alexandrinos, e dos que eram da Cilícia e da Asia, e disputavam com Estêvão.

Vejamos:-” sinagoga chamada dos libertinos”, em outras traduções diz: “Sinagoga dos Libertos”, eram antigos prisioneiros judeus levados a Roma como escravos, e depois de libertados terem voltado a Judéia;  ou ainda os que dispersos da Palestina que voltaram, mas todos que foram contaminados com outros deuses. E ainda libertinos já eram os judeus que muito antes se contaminavam com outros povos e suas religiões e deuses, lembrando, entre outros, de Balaão o falso profeta, que ensinou os filhos de Israel a se prostituir com as mulheres filhas dos moabitas (Nm 25:1-3; Nm 31:16) e praticar a religião daqueles;
- “cireneus”, em outras traduções diz: 'judeus de Cirene' (Africa),
- “alexandrinos”, em outras traduções diz: ' judeus de Alexandria' ( Egito);
-Cilicia( região na costa da Ásia), e ainda os da Ásia;
todos judeus que dispersos depois retornaram a Jerusalém;
Enfim eram sinagogas onde se reuniam judeus de diversos lugares, contaminados por diversos costumes e deuses, mas que tinham a Escritura Sagrada como estudo e também se diziam 'povo de Deus' por serem judeus, no entanto achavam que podiam fazer tudo segundo suas vontades carnais.
Sempre houve e até os dias de hoje encontram-se estes povos 'libertinos' nas igrejas  que confundem a liberdade no Espirito Santo para serem livres do Pecado (Rm6) com liberdade de fazer de seus cotidianos de acordo com seus próprios desejos carnais, levando para dentro das igrejas de suas contaminações com o mundo.  

E estes discutiam com Estevão, e não tinham como se defender diante da sabedoria de Estevão e de como ele falava movido pelo Espirito.

“E não podiam resistir à sabedoria, e ao Espírito com que falava.
Então subornaram uns homens, para que dissessem: Ouvimos-lhe proferir palavras blasfemas contra Moisés e contra Deus.
E excitaram o povo, os anciãos e os escribas; e, investindo contra ele, o arrebataram e o levaram ao conselho.
E apresentaram falsas testemunhas, que diziam: Este homem não cessa de proferir palavras blasfemas contra este santo lugar e a lei;
Porque nós lhe ouvimos dizer que esse Jesus Nazareno há de destruir este lugar e mudar os costumes que Moisés nos deu.
Então todos os que estavam assentados no conselho, fixando os olhos nele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo.
Atos6:10-15

Atentemos como os das sinagogas eram acostumados a proceder, com falsidades, com mentiras, de acordo com seus próprios interesses, e assim subornaram homens que fossem falsas testemunhas contra Estevão, e o levaram ao conselho do Sinédrio, e falsamente o acusavam de falar contra a lei de Deus, contra Moisés, contra sua terra santa e prometida, contra o templo,  no entanto os do conselho viram no rosto de Estevão inocência, até como rosto de um anjo; e lhe deram então o direito de se defender.

Estevão aproveita a oportunidade para pregar das Escrituras a todos ali presente no Sinédrio, os sumo-sacerdotes, os anciãos, escribas, saduceus e fariseus; fazendo um resumo desde os primórdios dos tempos, da promessa de Deus, mas não pensando em sua defesa, mas sim como vamos ver em quase todo o capítulo 7 de Atos, pregando um Deus Bom,  frisando os pontos onde o povo se rebelava contra Deus, contra Moisés e os profetas.
Não vamos entrar em meditação na questão da época do Velho testamento, mas vamos acompanhar o raciocino dele e a evolução da história de seu povo, vou procurar colocar as referências bíblicas dos textos citados por Estevão.

1-“E disse o sumo sacerdote: Porventura é isto assim?
2-E ele disse: Homens, irmãos, e pais, ouvi. O Deus da glória apareceu a nosso pai Abraão, estando na mesopotâmia, antes de habitar em Harã,
3-E disse-lhe: Sai da tua terra e dentre a tua parentela, e dirige-te à terra que eu te mostrar.
4-Então saiu da terra dos caldeus, e habitou em Harã. E dali, depois que seu pai faleceu, Deus o trouxe para esta terra em que habitais agora.
5-E não lhe deu nela herança, nem ainda o espaço de um pé; mas prometeu que lhe daria a posse dela, e depois dele, à sua descendência, não tendo ele ainda filho.
6-E falou Deus assim: Que a sua descendência seria peregrina em terra alheia, e a sujeitariam à escravidão, e a maltratariam por quatrocentos anos.
7-E eu julgarei a nação que os tiver escravizado, disse Deus. E depois disto sairão e me servirão neste lugar.
8-E deu-lhe a aliança da circuncisão; e assim gerou a Isaque, e o circuncidou ao oitavo dia; e Isaque a Jacó; e Jacó aos doze patriarcas.
Atos7:1-8

Começou Estevão a dissertar sobre Abraão, quando Deus lhe falara e lhe fizera promessas até a descendência de Jacó com os doze patriarcas.
vs 2-5 (Genesis 11:31; 12: 1 adiante: 12:4, 12:7, 13:15, 15:18, 17:8, )-
vs6-7 (Genesis 15:13-14)-
vs 8 (Genesis 17:10-14, 21:2-4, 25:26, 29:31)

Atentemos que Estevão fala com conhecimento das escrituras, e para tanto teve sim que ter se empenhado no estudo destas em sua vida, e em sabedoria vai citando a evolução do povo.

Pois sim quando estamos cheios do Espirito Santo, nos é concedida sabedoria para pregar a Palavra, no entanto depende de nós termos o conhecimento desta, cabe a nós estarmos lendo a Bíblia Sagrada constantemente, ouvindo com atenção a Palavra em todas as oportunidades, para que em momento oportuno sejamos lembrados e capacitados pelo Espirito Santo a pregarmos sobre a Verdade de Deus.


Amanhã continuaremos lendo esta pregação de Estevão. 
“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; João 5: 39”

C O M P A R T I L H A R... isto é viver...é aprender...






Recomendo que clique no link indicado no final de cada postagem efetuada só com a introdução, para leitura integral do texto publicado na íntegra na folha CONTINUA.