Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

__________________VERSÍCULOS DO DIA ______________

E, quando o viram, o adoraram; mas alguns duvidaram. Mateus28:17
Finalmente apareceu aos onze, estando eles assentados juntamente, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem crido nos que o tinham visto já ressuscitado. Marcos16:14
>
- se preferir texto parado, pare o mouse sobre o versículo-

Abaixo publico algumas anotações sobre estes versículos.
Não deixe de ler as citações bíblicas, pois delas é que compartilho
* Deus nos abençoe *
***
*Faça a sua reflexão sobre estes versículos, pois DEUS quer falar diretamente com você, lembre-se que ELE te chama pelo seu nome e quer escrevê-lo e mantê-lo no Livro da Vida Eterna.*
***

(Se necessário, ATUALIZE A FOLHA PARA VISUALIZAR AS ANOTAÇÕES DOS VERSÍCULOS DE HOJE
http://wwwcompartilhar.blogspot.com/


sábado, 12 de agosto de 2017

Versículos do dia: a Ceia do Senhor

E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo.
Mateus26:26

E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos;
Mateus26:27







Estavam Jesus e seus discípulos comemorando a páscoa, ceando juntos pela última vez:


E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo.
E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos;
Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados.
E digo-vos que, desde agora, não beberei deste fruto da vide, até aquele dia em que o beba novo convosco no reino de meu Pai.
E, tendo cantado o hino, saíram para o Monte das Oliveiras.
Mateus26:26-30


Jesus conhecedor do que viria lhe acontecer, estava ali sentado a mesa com seus doze discípulos para comerem da páscoa, e dize-lhes que desejou muito por comer aquela páscoa com eles antes de padecer. Seria a última páscoa juntos até que venha a ser cumprida no reino dos céus novamente. Por isto a páscoa que comemoramos hoje é a Pascoa em memória da libertação da salvação no sacrifício de Jesus na cruz no derramamento de seu precioso sangue na cruz para remissão de nossos pecados, sua ressurreição e ascensão, não mais aquela páscoa dos judeus.
E nesta ceia Jesus já se refere ao sacrifício perfeito, que estava prestes a acontecer, e abençoando o pão dá aos discípulos dizendo que era o seu corpo, e tomando o cálice do suco da uva da mesma forma dando graças os dá dizendo ser seu sangue. O sangue de Jesus, do novo testamento de Deus, no qual nos tornamos co-herdeiros em Cristo Jesus do reino dos céus. O sangue derramado que sela a nova e eterna aliança de Deus para conosco, por sua Maravilhosa Graça redentora e salvadora.
E ali Jesus já diz aos seus discípulos para que se reunissem para cear juntos após sua morte por memória Dele. Em memória de sua morte, do alto preço que pagou por nós, do quão grande fora seu sacrifício.

“E, chegada a hora, pôs-se à mesa, e com ele os doze apóstolos.
E disse-lhes: Desejei muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça;
Porque vos digo que não a comerei mais até que ela se cumpra no reino de Deus.
E, tomando o cálice, e havendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós;
Porque vos digo que já não beberei do fruto da vide, até que venha o reino de Deus.
E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim.
Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós.
Lucas22:14-20

Que amor de Jesus por seus discípulos! Mesmo sabedor de que estava prestes a ser sacrificado, mesmo estando entre eles o traidor, mesmo assim servia a páscoa a eles, dando graças à Deus, era como servo, deixando o exemplo, pois Ele mesmo, O Senhor, Mestre e Salvador, os servia, assim devemos servir uns aos outros com humildade.
E ali cantaram juntos um hino, não nos é revelado a letra deste hino, mas por ser páscoa, com certeza de ação de graças, agradecimento, louvor à Deus, e Jesus assim o cantou, mesmo conhecedor que estava bem próxima sua morte de cruz. E nós como cantamos louvores? Só quando tudo está bem? Pois que sigamos o exemplo de Jesus em tudo dando graças e cantando louvores, mesmo ao meio de nossas angustias, pois será que são maiores do que a que Jesus como homem ali sentia? Será que não temos motivo suficiente de tão grande Amor e libertação pelo Salvador de nossas vidas?

Depois de tudo consumado, os discípulos em obediência se reuniam para cear juntos, no entanto em Corinto a igreja estava distorcendo um tanto tal solenidade, tinha divisões entre eles, e faziam sua própria ceia. Mas atentemos que Paulo os exorta lembrando-lhes que a ceia do Senhor, é em memória de Jesus, tal qual Ele próprio havia dito aos discípulos.
Entendamos ainda que a ordem fora aos seus discípulos, aos que hoje fazem parte do corpo de Cristo, que aceitaram a aliança salvadora.

“Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão;
E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim.
Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim.
1Coríntios 11:23-25

E nós hoje na igreja como nos reunimos para a ceia do Senhor? A fazemos verdadeiramente em memória de Jesus, anunciando a morte de cruz? Temos consciência de quão grande é este memorial, esta solenidade?
Veja como Paulo continua sua exortação à igreja :

“Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha.
Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor.
Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice.
Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor.
Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem.
Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados.
Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.
Portanto, meus irmãos, quando vos ajuntais para comer, esperai uns pelos outros.
Mas, se algum tiver fome, coma em casa, para que não vos ajunteis para condenação. Quanto às demais coisas, ordená-las-ei quando for.
1Coríntios 11:26-34


Lembramos que o pão é símbolo do Corpo de Cristo, e o suco o símbolo do sangue derramado na cruz por nós? Que é alimento espiritual e salvação? Que do alimento temos que nos saciar diariamente individualmente, que o arrependimento nos deve ser também diário diante de nossas falhas, pois somos de natureza pecaminosos, e que somente no sangue de Jesus temos a redenção e esta também é individual. Temos este discernimento ao tomarmos da ceia? Uma solenidade sagrada e não um simples ritual.
É individualmente que devemos nos avaliar, nos arrepender e somos remidos, e então juntos recebermos da ceia.
Temos que ter esta compreensão, pois trata-se do Corpo e Sangue de Jesus! É em memória Dele! Que Ele próprio ordenou que assim fosse. E ele convocou a todos os remidos, não podemos julgar uns aos outros, quem nos julga é o Senhor, e devemos individualmente com Ele nos julgarmos a nós mesmos, e nos arrepender e sermos por Ele corrigidos e então redimidos em seu Sangue, e ai sim em comunhão uns com os outros tomarmos da ceia em memória Dele. .

Sangue este que é o selo do novo testamento, derramado por nós, por uma nova e eterna aliança para com Deus. Uma aliança que já não pode mais ser corrompida, uma lei não mais falada pela boca de um profeta, mas dita diretamente ao nosso coração, no qual o próprio Espirito Santo de Deus faz morada, e nos dá direcionamento, e nos faz lembrar quão Maravilhosa esta Graça de Deus em nossas vidas. Um Deus Criador de tudo quanto existe, misericordioso, perdoador, remidor e salvador.
Que já o tinha revelado através dos profetas, e assim o cumpre, e tudo mais será cumprido.

“Eis que dias vêm, diz o Senhor, em que farei uma aliança nova com a casa de Israel e com a casa de Judá.
Não conforme a aliança que fiz com seus pais, no dia em que os tomei pela mão, para os tirar da terra do Egito; porque eles invalidaram a minha aliança apesar de eu os haver desposado, diz o Senhor.
Mas esta é a aliança que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.
E não ensinará mais cada um a seu próximo, nem cada um a seu irmão, dizendo: Conhecei ao Senhor; porque todos me conhecerão, desde o menor até ao maior deles, diz o Senhor; porque lhes perdoarei a sua maldade, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados.
Assim diz o Senhor, que dá o sol para luz do dia, e as ordenanças da lua e das estrelas para luz da noite, que agita o mar, bramando as suas ondas; o Senhor dos Exércitos é o seu nome.
Jeremias31:31-35


A ceia é um memorial de comunhão, reflexão, devoção, fé e adoração, entre o Corpo de Cristo, da igreja, assim como Ele determinou quando o fizermos em memória Dele.
Mas lembremo-nos ainda que o pão, ou a carne como referido por Jesus em outra passagem, significa o alimento espiritual, e este devemos obter diariamente, assim como comemos diariamente para nosso corpo carnal sobreviver, assim também devemos o fazer com o espiritual. É lendo, buscando, na Bíblia, ouvindo de sua Palavra, mas sempre com o discernimento do Espirito Santo, pois caso contrário não nos alimenta.
Já o suco de uva,“o sangue” significa a 'aliança' com o Senhor, e quando ceamos nos lembramos desta aliança que fizemos ao nos render aos pés de Jesus e sermos por Ele redimido, mas temos que vivê-la diariamente, com um viver digno, não somente sendo ouvintes da palavra mas colocá-la em prática em nosso dia a dia, com um novo caráter em Cristo Jesus, uma união sagrada com Deus.


“Jesus, pois, lhes disse: Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos.
Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.
Porque a minha carne verdadeiramente é comida, e o meu sangue verdadeiramente é bebida.
Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele.
João6:53-56



Porventura o cálice de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo?
1Coríntios 10:16

Mas o que se ajunta com o Senhor é um mesmo espírito.
1Coríntios 6:17


sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Versículos do dia: A traição à Jesus

E disse: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E eles lhe pesaram trinta moedas de prata,

Tendo Jesus dito isto, turbou-se em espírito, e afirmou, dizendo: Na verdade, na verdade vos digo que um de vós me há de trair.
João13:21






Nos mesmos dias que antecedia a páscoa dos judeus, Judas Iscariotes, um dos discípulos de Jesus, que por João em sua narrativa do evangelho já havia dito que era ladrão, pois roubava da bolsa dos discípulos, abrindo assim brecha para satanás agir através dele, sendo então tomado pelo maligno foi ter com os principais dos sacerdotes para entregar Jesus. E ficando os príncipes dos sacerdotes contentes com este pacto fora combinado um preço, trinta moedas de prata, para ele entregar Jesus.
Que estejamos sempre muito atentos as nossas mínimas ações pois podemos também abrir brechas ao inimigo para nos tentar a trair Jesus, e as vezes o fazemos por coisas bem pequenas, quer seja de importância monetária ou até por algum galardão entre os homens, ou coisas como traições, inveja, contendas, mentiras, falso testemunho, entre tantas outras, que as vezes nem damos conta, e acumulando estas  podem vir a ser motivo de grande tropeço. E ainda também tem quem os faça, como Judas, por poucas moedas.

“ Então um dos doze, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os príncipes dos sacerdotes,
E disse: Que me quereis dar, e eu vo-lo entregarei? E eles lhe pesaram trinta moedas de prata,
E desde então buscava oportunidade para o entregar.
Mateus26:14-16


Chegando então o primeiro dia de comemoração, os discípulos indagaram Jesus de onde comeria a páscoa.

“E, no primeiro dia da festa dos pães ázimos, chegaram os discípulos junto de Jesus, dizendo: Onde queres que façamos os preparativos para comeres a páscoa?
E ele disse: Ide à cidade, a um certo homem, e dizei-lhe: O Mestre diz: O meu tempo está próximo; em tua casa celebrarei a páscoa com os meus discípulos.
E os discípulos fizeram como Jesus lhes ordenara, e prepararam a páscoa.
Mateus26:17-19

Atentemos que Jesus, conhecedor de tudo quanto iria lhe acontecer, já tinha tudo preparado, mandando Pedro e João a cidade onde encontrariam um homem que seguiriam e indo ao seu senhor que já havia reservado um aposento para prepararem a páscoa.

“Chegou, porém, o dia dos ázimos, em que importava sacrificar a páscoa.
E mandou a Pedro e a João, dizendo: Ide, preparai-nos a páscoa, para que a comamos.
E eles lhe perguntaram: Onde queres que a preparemos?
E ele lhes disse: Eis que, quando entrardes na cidade, encontrareis um homem, levando um cântaro de água; segui-o até à casa em que ele entrar.
E direis ao pai de família da casa: O Mestre te diz: Onde está o aposento em que hei de comer a páscoa com os meus discípulos?
Então ele vos mostrará um grande cenáculo mobilado; aí fazei preparativos.
E, indo eles, acharam como lhes havia sido dito; e prepararam a páscoa.
Lucas22:7-13

E assim age o Espirito Santo hoje a nosso favor preparando oportunidades, corações e condições para que cumpramos com o ordenar de Jesus, para anunciarmos a Maravilhosa Graça Salvadora que é sobre nós!
Aquela fora a última páscoa dos discípulos segundo a tradição dos judeus, uma comemoração que faziam com sacrifícios e sangue dos animais sacrificados, de acordo com a lei para lembrança da salvação de Deus sobre eles no dia em que feriu os egípcios para os libertar.
Pois Jesus viria a ser o único sacrifício aceitável a Deus para salvação através de seu próprio sangue derramado na cruz do calvário.

E acontecerá que, quando vossos filhos vos disserem: Que culto é este?
Então direis: Este é o sacrifício da páscoa ao Senhor, que passou as casas dos filhos de Israel no Egito, quando feriu aos egípcios, e livrou as nossas casas. Então o povo inclinou-se, e adorou.
Êxodo12:26,27


Já preparada a páscoa pelos discípulos, e assentados à mesa, Jesus lhes revela que um entre eles o haveria de traí-lo:

“E, chegada a tarde, assentou-se à mesa com os doze.
E, comendo eles, disse: Em verdade vos digo que um de vós me há de trair.
E eles, entristecendo-se muito, começaram cada um a dizer-lhe: Porventura sou eu, Senhor?
E ele, respondendo, disse: O que põe comigo a mão no prato, esse me há de trair.
Em verdade o Filho do homem vai, como acerca dele está escrito, mas ai daquele homem por quem o Filho do homem é traído! Bom seria para esse homem se não houvera nascido.
E, respondendo Judas, o que o traía, disse: Porventura sou eu, Rabi? Ele disse: Tu o disseste.
Mateus26:20-25

Atentemos bem que o traidor era um deles, dos discípulos que estavam sempre com Jesus, que lhes seguia e eram ensinados da Verdade, que ainda tinha a incumbência de administrar a bolsa de dinheiro deles.
Um que comia da páscoa junto com Jesus, realmente entristecedor. Que amor é este de Jesus que mesmo sabendo da traição, comia junto com o traidor?
Assim é o Amor de Jesus por nós mesmo pecadores, já fez a maior declaração deste Amor com a morte na cruz, nos da redenção em seu sangue, agora depende de nós continuarmos ceando com Ele ou não.

Mas em cumprimento as profecias e plano de salvação de Deus, foi sim Jesus traído. Mas veja como Jesus se refere a este que bom seria que nem tivesse nascido.
Judas então quase se entrega perguntado se seria ele e tendo a resposta de Jesus que assim o disseste.
Mas vemos no relato segundo João, que sim Jesus ali confirma ser Judas, dando-lhe o primeiro bocado molhado, e ainda lhes diz para ir fazê-lo depressa, não sendo entendido pelos demais, mas lá se vai Judas a cumprir a traição.

“Tendo Jesus dito isto, turbou-se em espírito, e afirmou, dizendo: Na verdade, na verdade vos digo que um de vós me há de trair.
Então os discípulos olhavam uns para os outros, duvidando de quem ele falava.
Ora, um de seus discípulos, aquele a quem Jesus amava, estava reclinado no seio de Jesus.
Então Simão Pedro fez sinal a este, para que perguntasse quem era aquele de quem ele falava.
E, inclinando-se ele sobre o peito de Jesus, disse-lhe: Senhor, quem é?
Jesus respondeu: É aquele a quem eu der o bocado molhado. E, molhando o bocado, o deu a Judas Iscariotes, filho de Simão.
E, após o bocado, entrou nele Satanás. Disse, pois, Jesus: O que fazes, faze-o depressa.
E nenhum dos que estavam assentados à mesa compreendeu a que propósito lhe dissera isto.
Porque, como Judas tinha a bolsa, pensavam alguns que Jesus lhe tinha dito: Compra o que nos é necessário para a festa; ou que desse alguma coisa aos pobres.
E, tendo Judas tomado o bocado, saiu logo. E era já noite.
João13:21-30



Atentemos que desta tristeza acontece até os dias atuais, quantos não vemos que trai Jesus tal como Judas o traiu, são muitos que estão dentro das igrejas, ouvindo da verdade no entanto dando testemunho de um viver não digno,  e pregando lá fora mentiras, e pior ainda tem quem dentro da própria igreja trai Jesus com a pregação de um evangelho deturpado que não leva salvação as pessoas, até lideres que por ganância, por interesse próprio, quer seja financeiro ou de falsa glória, traem Jesus com heresias. Dá para imaginar a tristeza de Jesus diante disto tudo? Mas da mesma forma a estes diz Jesus, que melhor fosse nem tivessem nascido, entendamos ainda que não tivesse nascido de uma falsa conversão, pois bem sabemos que para estes o julgamento será bem mais rígido.
E de tudo Jesus já nos deixou alertado que falsos profetas estariam entre nós, que estejamos bem atentos e vigilantes para que não venhamos a seguir tais traidores.


Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus. Quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto ao Pai como ao Filho.
2 João 1:9



quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Versículos do dia: O Plano contra Jesus, e o fazer o bem

E consultaram-se mutuamente para prenderem Jesus com dolo e o matarem.
Mas diziam: Não durante a festa, para que não haja alvoroço entre o povo.
Mateus26:4-5

Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes.
Marcos14:7





Já se aproximando a páscoa dos judeus, Jesus prevê aos seus discípulos sua crucificação.
E sendo que os saduceus, escribas e fariseus nunca encontravam oportunidade de perante a lei pegar Jesus em suas pregações, formaram um conselho para então pegar Jesus a traição, intencionalmente violariam a lei, e pretendiam mesmo assim matar Jesus. Mas ainda temiam o povo e decidem que não fosse durante a festa de páscoa para que este não se alvoroçasse.

“E aconteceu que, quando Jesus concluiu todos estes discursos, disse aos seus discípulos:
Bem sabeis que daqui a dois dias é a páscoa; e o Filho do homem será entregue para ser crucificado.
Depois os príncipes dos sacerdotes, e os escribas, e os anciãos do povo reuniram-se na sala do sumo sacerdote, o qual se chamava Caifás.
E consultaram-se mutuamente para prenderem Jesus com dolo e o matarem.
Mas diziam: Não durante a festa, para que não haja alvoroço entre o povo.
Mateus26:1-5

João em seu relato do evangelho de Jesus, cita a ressurreição de Lazaro entre outros prodígios realizados por Jesus, o que deixava furiosos os fariseus e os principais dos sacerdotes, entre eles muitos saduceus. Temiam também as autoridades politicas de lhes tomarem a nação. E o sumo sacerdote naqueles dias, Caifás, profetiza, como também já era contido nas escrituras sagradas, que convinha que Jesus morresse pelo povo, para que não pereça toda a nação, no entanto ele pensava somente em termos terrenos, mas bem o sabemos que já profetizava a respeito de um único corpo os que viriam a se tornar filhos de Deus em Cristo Jesus.
A partir de então ficavam se consultando e aguardando oportunidade para matar Jesus. Mas Jesus se retirava para o deserto.
E era próxima a festa da páscoa, e já muitos de toda a região se reuniam em Jerusalém para purificação em seus sacrifícios. E aproveitando os principais dos sacerdotes e os fariseus tinham dado ordens para que quem soubesse onde Jesus estivesse para o denunciar e assim o prenderem.


"Muitos, pois, dentre os judeus que tinham vindo a Maria, e que tinham visto o que Jesus fizera, creram nele.

Mas alguns deles foram ter com os fariseus, e disseram-lhes o que Jesus tinha feito.
Depois os principais dos sacerdotes e os fariseus formaram conselho, e diziam: Que faremos? porquanto este homem faz muitos sinais.
Se o deixamos assim, todos crerão nele, e virão os romanos, e tirar-nos-ão o nosso lugar e a nação.
E Caifás, um deles que era sumo sacerdote naquele ano, lhes disse: Vós nada sabeis,
Nem considerais que nos convém que um homem morra pelo povo, e que não pereça toda a nação.
Ora ele não disse isto de si mesmo, mas, sendo o sumo sacerdote naquele ano, profetizou que Jesus devia morrer pela nação.
E não somente pela nação, mas também para reunir em um corpo os filhos de Deus que andavam dispersos.
Desde aquele dia, pois, consultavam-se para o matarem.
Jesus, pois, já não andava manifestamente entre os judeus, mas retirou-se dali para a terra junto do deserto, para uma cidade chamada Efraim; e ali ficou com os seus discípulos.
E estava próxima a páscoa dos judeus, e muitos daquela região subiram a Jerusalém antes da páscoa para se purificarem.
Buscavam, pois, a Jesus, e diziam uns aos outros, estando no templo: Que vos parece? Não virá à festa?
Ora, os principais dos sacerdotes e os fariseus tinham dado ordem para que, se alguém soubesse onde ele estava, o denunciasse, para o prenderem.
João11:45-57

E, neste tempo, estando Jesus em Betânia, na casa do leproso Simão, aproximando-se uma mulher, que João em sua narrativa cita como sendo Maria irmã de Lazaro ressuscitado, e derrama sobre Jesus um vaso de unguento de grande valor, ação esta que deixou os discípulos indignados, e um deles, que segundo João era Judas Iscariotes, pergunta o porque do desperdício por parte daquela mulher, que deveria então ter vendido e repartido aos pobres. Aqui João declara que Judas era ladrão e roubava da bolsa que era arrecadada aos discípulos.
No entanto Jesus lhes repreende e diz que aquela mulher estava prestando uma boa ação para com Ele, pois já o ungia para o dia de seu sepultamento, pois era sabedor que estava próximo, e ainda diz que deveria ficar registrado para que todos que viessem a ter conhecimento do evangelho ficasse o sabendo para memória daquela mulher.

“E, estando Jesus em Betânia, em casa de Simão, o leproso,
Aproximou-se dele uma mulher com um vaso de alabastro, com ungüento de
grande valor, e derramou-lho sobre a cabeça, quando ele estava assentado à mesa.
E os seus discípulos, vendo isto, indignaram-se, dizendo: Por que é este desperdício?
Pois este ungüento podia vender-se por grande preço, e dar-se o dinheiro aos pobres.
Jesus, porém, conhecendo isto, disse-lhes: Por que afligis esta mulher? pois praticou uma boa ação para comigo.
Porquanto sempre tendes convosco os pobres, mas a mim não me haveis de ter sempre.
Ora, derramando ela este ungüento sobre o meu corpo, fê-lo preparando-me para o meu sepultamento.
Em verdade vos digo que, onde quer que este evangelho for pregado em todo o mundo, também será referido o que ela fez, para memória sua
Mateus26:6-13

“Foi, pois, Jesus seis dias antes da páscoa a betânia, onde estava Lázaro, o que falecera, e a quem ressuscitara dentre os mortos.
Fizeram-lhe, pois, ali uma ceia, e Marta servia, e Lázaro era um dos que estavam à mesa com ele.
Então Maria, tomando um arrátel de ungüento de nardo puro, de muito preço, ungiu os pés de Jesus, e enxugou-lhe os pés com os seus cabelos; e encheu-se a casa do cheiro do ungüento.
Então, um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, filho de Simão, o que havia de traí-lo, disse:
Por que não se vendeu este ungüento por trezentos dinheiros e não se deu aos pobres?
Ora, ele disse isto, não pelo cuidado que tivesse dos pobres, mas porque era ladrão e tinha a bolsa, e tirava o que ali se lançava.
Disse, pois, Jesus: Deixai-a; para o dia da minha sepultura guardou isto;
Porque os pobres sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes.
João12:1-8

Atentemos para o que Jesus disse sobre esta atitude daquela mulher, que era uma boa ação que praticou para com Ele, referindo-se a boa ação para com os pobres que poderiam fazê-lo quando quisessem , pois sempre haveria pobres entre eles, no entanto Ele não estaria mais ali com eles.
Lembrando ainda que a questão do pobre era parte da lei deles, dos judeus, de lhes fazerem bem, lhes darem sem avareza e com amor o tanto que lhes forem necessário para suas necessidades. Sendo ainda lhes imputado como pecado se o deixassem de fazer. Que lhes desse de vontade própria, com amor, e seriam então abençoados sempre para fazerem boas obras, e não faltar aos pobres, era uma ordenança. .

“Quando entre ti houver algum pobre, de teus irmãos, em alguma das tuas portas, na terra que o Senhor teu Deus te dá, não endurecerás o teu coração, nem fecharás a tua mão a teu irmão que for pobre;
Antes lhe abrirás de todo a tua mão, e livremente lhe emprestarás o que lhe falta, quanto baste para a sua necessidade.
Guarda-te, que não haja palavra perversa no teu coração, dizendo: Vai-se aproximando o sétimo ano, o ano da remissão; e que o teu olho seja maligno para com teu irmão pobre, e não lhe dês nada; e que ele clame contra ti ao Senhor, e que haja em ti pecado.
Livremente lhe darás, e que o teu coração não seja maligno, quando lhe deres; pois por esta causa te abençoará o Senhor teu Deus em toda a tua obra, e em tudo o que puseres a tua mão.
Pois nunca deixará de haver pobre na terra; pelo que te ordeno, dizendo: Livremente abrirás a tua mão para o teu irmão, para o teu necessitado, e para o teu pobre na tua terra.
Deuteronômio15:7-11

“E, quando teu irmão empobrecer, e as suas forças decaírem, então sustentá-lo-ás, como estrangeiro e peregrino viverá contigo.
Não tomarás dele juros, nem ganho; mas do teu Deus terás temor, para que teu irmão viva contigo.
Não lhe darás teu dinheiro com usura, nem darás do teu alimento por interesse.
Eu sou o Senhor vosso Deus, que vos tirei da terra do Egito, para vos dar a terra de Canaã, para ser vosso Deus.
Levítico25:35-38

Pois bem não temos mais uma lei para cumprir, temos Jesus por Salvador, mas temos que ter fidelidade para com Deus, temos que colocar em prática os ensinamentos de Jesus, fazermos a obra tal qual Ele ensinou e nos deu autoridade e poder de fazê-la, e Ele mesmo nos vem confirmar esta ordenança mencionando os pobres que sempre estarão conosco, se não estivermos agindo assim seremos comparados aqueles fariseus que já haviam deturpado a lei de acordo com seus interesses e queriam prender e matar Jesus.
Que não esperemos por festividades e eventos para fazer o bem, ou para nos purificar no sangue do Cordeiro, para sermos vistos pelos demais, que o façamos como nosso modo de vida, senão estaremos sim agindo com traição aos ensinamentos de Jesus.
Pois sim podemos 'matar Jesus' no coração de quem nem o conhece com palavras e atitudes contrárias ao evangelho. Se deixarmos de fazer a obra de Deus tal como Jesus nos ensina, estaremos formando também  conselho no sentido de trair Jesus  se concordarmos com as heresias dentro das igrejas.
Lembremo-nos do grande julgamento, que lemos ontem neste blog, e por Jesus já dito e confirmado que pobres, quer seja de condições financeiras como de situação espiritual, sempre o teremos entre nós, e cabe a cada um de nós lhes fazer o bem ou não. Pois só o fato de sabermos destas ordenanças e não a cumprirmos já pecamos em não fazer o bem.
Sigamos o exemplo da mulher que ungiu Jesus, e Ele o teve como boa obra para com Ele. Pois sim não o temos mais entre nós para ungi-lo, nem é necessário, já ressuscitou e o temos por Rei Vivo e eternamente, mas temos 'os pobres', 'os pequeninos', que como Ele mesmo o disse se o fizermos a estes estaremos também fazendo à Jesus.

Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes.
Marcos14:7

"Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado.
Tiago 4:17

“E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
Mateus25:40

“Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
Mateus25:45

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Versículos do dia: O grande julgamento


E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
Mateus25:31,32

Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras.
Mateus16:27






Tendo Jesus falado aos seus discípulos sobre os finais dos tempos, ter-lhes contados diversas parábolas sobre sua vinda, conforme vimos nestes dias anteriores, continua o discurso sobre o julgamento que virá, e como já dito antes em diversas vezes por Ele, confirma que será separado uns dos outros, o joio do trigo, os bons dos maus, o fiel do infiel, o prudente do imprudente, os bodes das ovelhas, enfim todos quantos tomaram sua cruz e seguiram Jesus, que amaram primeiramente a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, daqueles que seguiram segundo seus próprios corações maus.


“ E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me seguistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.
Mateus19:28

Atentemos no que é dito, que tudo será de acordo com o viver que cada um teve aqui, se foram colocadas em prática os ensinamentos de Jesus ou não, e será dado posse da herança aos herdeiros do reino dos céus, cada um com seu galardão.

"Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver.
Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.
Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;
Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;
Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.
Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos?
Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.
E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.
Mateus25:34-46


O texto é bem claro, bem entendível, quanto as obras que cada um tiver feito nesta terra, que segundo já consta da Palavra da Verdade todas suas orientações, a própria Palavra julgara, segundo o mandamento de amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, assim serão separados uns dos outros, tanto os que ainda viverem naquele dia, quanto todos que já dormem serão ressuscitados, uns para tormento eterno, outros, os justos, para a vida eterna. Lembrando que todos quanto quiserem são justificados neste viver no sangue do cordeiro.

“E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.
Daniel12:2

Mas lembremos que não mais um reino em terra, mas sim um reino dos céus, o que Jesus pregou e nele é Rei, portanto as obras citadas neste texto não são apenas as de caridade terrena, que até muitos as fazem mas sem fé no por vir, mas sim relacionadas a uma vida espiritual, é fazer aquelas mas também o dar de comer do alimento espiritual, encaminhar as pessoas à Verdade que é Jesus, as águas da vida eterna aos sedentos, acolhê-los em uma comunidade cristã com ensinamentos do evangelho genuíno de Jesus. Não temos as vestimentas para cobrir a nudez do pecador, mas podemos encaminhá-los com amor ao que lhes pode redimir, não podemos salvar um pecador mas podemos em amor lhes anunciar que há salvação, que há cura para alma, e lhes encaminhar ao Caminho, não podemos tirar da prisão os cativos, mas em o Nome de Jesus serão libertos.
Lembremos que nos foi dada autoridade e poder para fazermos a obra:
E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.
Marcos16:15-18

A maravilhosa Graça salvadora em Cristo Jesus é sobre nós, mas ainda existem muitos pequeninos que sequer a conhece, que não a alcançaram, e cabe a nós irmos ao encontro destes lhes anunciar e direcionar; não podemos conhecê-la dela desfrutar e dela não compartilhar, e não fazer a obra, pois onde fica o amor?

Entendamos que junto a conversão, junto ao crer em Deus e receber de sua Maravilhosa Graça redentora e salvadora em Cristo Jesus, temos que sim seguir Jesus, amar como Ele amou, fazer as boas obras que fazia, vivermos uma vida cristã de acordo com seu evangelho genuíno, isto tudo deve fazer parte da fé em Deus, não basta crer tem que assim viver, para que tenhamos nossos nomes escritos no Livro da Vida. Lembremos de quando os discípulos alegres e maravilhados regressam de sua missão de fazer a obra, o que Jesus lhes diz: “Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus.Lucas10:20enquanto cumpriam sua missão, realizando prodígios em terra, seus nomes eram escritos nos céus. Assim nos é, e assim Jesus nos diz e se alegra até os dias de hoje. Vemos quão maravilhoso é isto? Estamos vivendo verdadeiramente alegres com isto?

Sim Deus é Bom em todo tempo, e de tudo nos esclarece, nos coloca ao par do bem e do mal, nos dá redenção e salvação em Cristo Jesus, Aleluia! Através de Jesus somos justificados, Ele próprio nos dá o arrependimento. Misericordioso é Deus!
Mas não nos esqueçamos que Deus é Justo e requer fidelidade, de tudo nos deixa claro em sua Palavra, por isto Deus é Bom, portanto que saibamos que sim haverá um julgamento final, uma separação do bem e do mal, uns para o deleite do reino dos céus com seus galardões, e outros para o tormento eterno, não porque Deus não seja Bom, mas porque é Justo e de tudo já nos deixa revelado em Sua Palavra que julgará. Todos passaremos pelo Tribunal de Cristo. Como o próprio Deus já o disse diante Dele todo joelho se dobrará.

Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo.
Porque está escrito:Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim,E toda a língua confessará a Deus.
De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.
Romanos14:10-12
Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal.
2Coríntios 5:10

Por mim mesmo tenho jurado, já saiu da minha boca a palavra de justiça, e não tornará atrás; que diante de mim se dobrará todo o joelho, e por mim jurará toda a língua.
Isaías45:23
Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra,
Filipenses2:10

Deus falou uma vez; duas vezes ouvi isto: que o poder pertence a Deus.
A ti também, Senhor, pertence a misericórdia; pois retribuirás a cada um segundo a sua obra.
Salmos62:11,12

Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?
Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus;
O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber:
A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção;
Mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade e obedientes à iniqüidade;
Romanos2:4-8


O tempo de vivermos para o reino dos céus é o agora neste viver, e aqui bem sabemos ter um Advogado no céu para nos justificar diante de Deus, Aleluias! Glórias a Deus! Maravilhosa Graça! Mas para que estejamos com o nome escrito no Livro da Vida, não basta apenas crer, temos que nos arrepender, temos que da fé viver, temos que ter as 'boas obras' com nosso viver adequado ao Evangelho de Jesus, pois por Ele está sendo visto nosso caráter e fidelidade. E sermos conhecedores e reconhecermos que somente Nele temos a Salvação, pois por nós mesmos nada fazemos.
Mas estejamos conscientes que Ele mesmo, que deu sua própria vida por amor a nós, para que tenhamos também vida, voltará como Justo Juiz!

E também o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo;
Para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o enviou.
Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.
João5:22-24

Quem é injusto, seja injusto ainda; e quem é sujo, seja sujo ainda; e quem é justo, seja justificado ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.
E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.
Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.
Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.
Apocalipse22:11-14


Quer acreditemos ou não, sim haverá um julgamento final, tudo se cumprirá.
E O livro da Vida está sendo escrito, estamos nele tendo nossos nomes inscritos?

E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles.
E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia; e foram julgados cada um segundo as suas obras.
E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte.
E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.
Apocalipse20:11-15




terça-feira, 8 de agosto de 2017

Versículos do dia: Parábola dos talentos

Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.

Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.
Mateus25:29






Jesus continua falando aos seus discípulos por parábola, e ainda referindo-se a sua volta lhes conta a dos talentos:


Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens.
E a um deu cinco talentos, e a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe.
E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles, e granjeou outros cinco talentos.
Da mesma sorte, o que recebera dois, granjeou também outros dois.
Mas o que recebera um, foi e cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.
E muito tempo depois veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles.
Então aproximou-se o que recebera cinco talentos, e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que granjeei com eles.
E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.
E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles granjeei outros dois talentos.
Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.
Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste;
E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.
Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei?
Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros.
Tirai-lhe pois o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos.
Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.
Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.
Mateus25:14-30


Aquele senhor, entregou seus bens, entregou talentos, o dinheiro que era usado na época, tudo de valor aos seus servos de acordo com a capacidade de cada um.

Assim é Deus que nos deixa aqui na terra encarregados de sua obra para o reino dos céus, e nos entrega os bens mais valiosos, vidas, e distribui os dons e talentos, aqui os talentos de Deus, a cada um de acordo com sua capacidade, conhecendo nossos corações.
Depende de cada um de nós investirmos no que Deus nos dá, se muito com muito mais empenho, se menos da mesma forma com muito empenho, se pouco da mesma forma com muito empenho de nossa parte. Devemos sempre multiplicarmos o recebido, e Deus é tão misericordioso que nos deixou seu Santo Espirito para nos ajudar nesta tarefa.

Sempre recebemos algo de Deus com seu chamado, sendo que o mais precioso o recebemos logo ao sermos chamados, sua maravilhosa Graça redentora e salvadora em Cristo Jesus, na qual devemos colocar todo nosso empenho de vida, toda a alegria em viver e servir a Deus, dando testemunho. 

Todos recebem um ensinamento um anúncio de Cristo Jesus, e deste conhecimento devemos buscar por mais, devemos nos empenhar em ter mais, até transbordarmos, colocarmos em prática em nosso dia a dia, e podermos distribuir ao próximo, como nos fora ordenado.
Alguns recebem dons e talentos diversificados, que devem se empenhar em desenvolver, quer seja com aulas, com ensaios, com estudos, mas com atitudes colocadas em praticas, mas sempre com muito amor e dedicação  dentro do conhecimento da Palavra, para que possa frutificar na obra.
Em tudo temos que dedicar tempo e amor, e o melhor de nossa parte, sem medo de errar, pois seremos capacitados pelo Espirito Santo de Deus. 
Não podemos enterrar, encerrar em nós o que recebemos, pois tudo é para frutificar na obra de Deus e para nos garantir o reino dos céus.

Pois chegará a hora que deveremos prestar contas a Deus daquilo que recebemos, primeiramente do que fizemos com nossa própria vida, se fomos fiel nos empenhando em ter novo caráter em Cristo Jesus, se colocamos em prática seus ensinamentos e mandares, se frutificamos em novidade de vida, se desenvolvemos nossos dons e talentos a favor da obra, para que venhamos entrar no reino dos céus.
E os que recebem muito deve apresentar muito, tudo multiplicado, assim o que recebe pouco ira apresentar menos mas também multiplicado. E todos serão gratificados com o reino dos céus.

O que não podemos é ter medo, pois Deus é Bom em todo tempo, e está conosco para nos ajudar. 
Não podemos é nos esconder, é não multiplicar em nada o que recebemos, pois uma vez que recebemos fé em Deus, devemos dela dar testemunho, com um viver digno, para que outros a queiram também, é ai que Deus ceifa onde não semeia, é através de nossa vida que outras são alcançadas, ao menos com ela devemos frutificar para a obra, devemos ter e ser luz aos demais, sem nem isto fizermos, se formos medrosos, preguiçosos, desleixados em nosso viver, não crendo e aceitando o Espirito Santo conosco, neglicenciaremos os dons e talentos, logo nem o que temos o merecemos.

E assim nos é feito aqui, quanto mais investirmos em nossos dons e talentos, mais receberemos, e maiores galardões teremos nos céus. Enquanto quem nada fizer até o que tem lhe será tirado e nada terá para apresentar no reino dos céus, ficando de fora. Pois Deus é bom mas também é Justo Senhor.
Estejamos atentos, sempre vigilantes, orando e buscando conhecimento na Palavra, executando a obra com fidelidade e amor, sempre buscando por mais de Jesus, e do que temos o distribuirmos com amor para ser multiplicado.



Porque àquele que tem, se dará, e terá em abundância; mas àquele que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado.
Mateus13:12
Porque ao que tem, ser-lhe-á dado; e, ao que não tem, até o que tem lhe será tirado.
Marcos4:25

Vede, pois, como ouvis; porque a qualquer que tiver lhe será dado, e a qualquer que não tiver até o que parece ter lhe será tirado.
Lucas8:18
“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; João 5: 39”

C O M P A R T I L H A R... isto é viver...é aprender...






Recomendo que clique no link indicado no final de cada postagem efetuada só com a introdução, para leitura integral do texto publicado na íntegra na folha CONTINUA.