Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

__________________VERSÍCULOS DO DIA ______________

E, tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça, e em sua mão direita uma cana; e, ajoelhando diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve, Rei dos judeus. Mateus27:29
E, havendo-o crucificado, repartiram as suas vestes, lançando sortes, para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Repartiram entre si as minhas vestes, e sobre a minha túnica lançaram sortes. Mateus 27:35
>
- se preferir texto parado, pare o mouse sobre o versículo-

Abaixo publico algumas anotações sobre estes versículos.
Não deixe de ler as citações bíblicas, pois delas é que compartilho
* Deus nos abençoe *
***
*Faça a sua reflexão sobre estes versículos, pois DEUS quer falar diretamente com você, lembre-se que ELE te chama pelo seu nome e quer escrevê-lo e mantê-lo no Livro da Vida Eterna.*
***

(Se necessário, ATUALIZE A FOLHA PARA VISUALIZAR AS ANOTAÇÕES DOS VERSÍCULOS DE HOJE
http://wwwcompartilhar.blogspot.com/


sexta-feira, 18 de maio de 2018

Aliança de Deus para com o homem -107, Jesus levado ao tribunal de Pilatos



E, chegando a manhã, todos os príncipes dos sacerdotes, e os anciãos do povo, formavam juntamente conselho contra Jesus, para o matarem;
E maniatando-o, o levaram e entregaram ao presidente Pôncio Pilatos.


Então Pilatos saiu fora e disse-lhes: Que acusação trazeis contra este homem?
Responderam, e disseram-lhe: Se este não fosse malfeitor, não to entregaríamos.
Disse-lhes, pois, Pilatos: Levai-o vós, e julgai-o segundo a vossa lei. Disseram-lhe então os judeus: A nós não nos é lícito matar pessoa alguma.
(Para que se cumprisse a palavra que Jesus tinha dito, significando de que morte havia de morrer).
João18:29-32






Jesus fora condenado a morte no Sinédrio, e os judeus quando por suas lei condenava alguém e não podendo executar na cidade por ser dominada por Roma, levavam o condenado para fora da cidade e executavam a sentença, mas com Jesus os principais dos sacerdotes, os escribas, fariseus, anciãos, não queriam que ficasse em oculto, mas que fosse de conhecimento da nação, para então se firmarem em seus postos com autoridade sobre o povo não permitindo outra doutrina que não fosse a deles; e assim levaram Jesus ao Tribunal de Pilatos mesmo com falsas acusações.
Sobre esta passagem foram feitas algumas anotações aqui no blog que passo a transcrever para nossa reflexão.

"”


Após ter sido Jesus julgado de morte pelos religiosos daquela época, não podiam executar a sentença perante todos, pois os judeus estavam sob o domínio de Roma, e tinha então Jesus de ser entregue ao Tribunal de Pilatos que era o Governador local, e assim o fizeram.


E, chegando a manhã, todos os príncipes dos sacerdotes, e os anciãos do povo, formavam juntamente conselho contra Jesus, para o matarem;
E maniatando-o, o levaram e entregaram ao presidente Pôncio Pilatos.

E amarrado pelas mãos, uma multidão deles o levaram a Pilatos, e para tanto tinham que lhe acusar para o entregar, e fora mentindo que o fizeram, dizendo ser Jesus um malfeitor, disseram até que Jesus pervertia a nação os proibindo de dar o tributo a César, quando bem já o vimos Jesus dizendo “Dai a César o que é de César” (Mateus 22:21), que se fazia Jesus de rei entre eles.

"E, levantando-se toda a multidão deles, o levaram a Pilatos.
E começaram a acusá-lo, dizendo: Havemos achado este pervertendo a nação, proibindo dar o tributo a César, e dizendo que ele mesmo é Cristo, o rei.
Lucas23:1,2

"Depois levaram Jesus da casa de Caifás para a audiência. E era pela manhã cedo. E não entraram na audiência, para não se contaminarem, mas poderem comer a páscoa.
Então Pilatos saiu fora e disse-lhes: Que acusação trazeis contra este homem?
Responderam, e disseram-lhe: Se este não fosse malfeitor, não to entregaríamos.
Disse-lhes, pois, Pilatos: Levai-o vós, e julgai-o segundo a vossa lei. Disseram-lhe então os judeus: A nós não nos é lícito matar pessoa alguma.
(Para que se cumprisse a palavra que Jesus tinha dito, significando de que morte havia de morrer).
João18:28-32

Os judeus entre si matavam sim por sentença religiosa, levavam para fora da cidade e apedrejavam os por eles culpados, ficando entre eles sem passar pelo tribunal do rei, no entanto a Jesus queriam que fosse público a nação, e injustamente o acusavam, e ante aquele tribunal para os criminosos condenados a morte, era morte de cruz. E Jesus já o havia previsto que passaria por esta morte perante os homens, para se cumprir o seu significado, que todos quantos crerem não pereçam em seus pecados mas tenham a vida eterna, pelo sacrifício de Jesus na cruz, onde seria a ele atribuído o pecado de toda a humanidade.


"E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;
Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
João3:14,15
"E Moisés fez uma serpente de metal, e pô-la sobre uma haste; e sucedia que, picando alguma serpente a alguém, quando esse olhava para a serpente de metal, vivia.
Números21:9

"Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo.
E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim.
E dizia isto, significando de que morte havia de morrer.
João12:31-33


Neste encaminhamento de Jesus perante o tribunal a Pilatos, quem a tudo assistia era Judas, o discípulo que o traiu:


"Então Judas, o que o traíra, vendo que fora condenado, trouxe, arrependido, as trinta moedas de prata aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos,
Dizendo: Pequei, traindo o sangue inocente. Eles, porém, disseram: Que nos importa? Isso é contigo.
E ele, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar.
E os príncipes dos sacerdotes, tomando as moedas de prata, disseram: Não é lícito colocá-las no cofre das ofertas, porque são preço de sangue.
E, tendo deliberado em conselho, compraram com elas o campo de um oleiro, para sepultura dos estrangeiros.
Por isso foi chamado aquele campo, até ao dia de hoje, Campo de Sangue.
Então se realizou o que vaticinara o profeta Jeremias: Tomaram as trinta moedas de prata, preço do que foi avaliado, que certos filhos de Israel avaliaram,
E deram-nas pelo campo do oleiro, segundo o que o Senhor me determinou.
Mateus27:3-10


Ai Judas vendo que o Mestre havia sido condenado a morte teve arrependimento e com remorso foi devolver as moedas aos principais dos sacerdotes e aos anciãos, confessando até que havia pecado e que traiu sangue inocente, pensando talvez que eles viessem a rever a situação de Jesus, e ao ver que estes não aceitaram devolução, que o que foi feito tava feito, retirou-se e foi se enforcar.
Atentemos que o arrependimento dele fora somente por remorso, não se lembrou de tudo quanto aprendera do Mestre, não se arrependeu humilhando-se a Deus. Um arrependimento intenso mas momentâneo o que o levou a tirar sua vida, mas não um arrependimento na busca por salvação. Atentemos quanta diferença entre este e Pedro que se arrependeu verdadeiramente dando frutos depois.
Nem mesmo os príncipes dos sacerdotes aceitaram aquelas moedas por serem preço de sangue, então resolveram comprar um terreno com elas para ser por cemitério dos estrangeiros. Atentemos ao quão pouco Judas tivera exigido para trair Jesus, conforme já profetizado anteriormente que ocorreria, Traição esta que o próprio Jesus invalidou por ter se entregado espontaneamente a prisão. .


Porque eu lhes disse: Se parece bem aos vossos olhos, dai-me o meu salário e, se não, deixai-o. E pesaram o meu salário, trinta moedas de prata.
O Senhor, pois, disse-me: Arroja isso ao oleiro, esse belo preço em que fui avaliado por eles. E tomei as trinta moedas de prata, e as arrojei ao oleiro, na casa do Senhor.
Zacarias11:12,13


Mais uma vez Jesus fora acusado indevidamente, e o próprio traidor reconhece que traiu sangue inocente, mas Jesus como malfeitor ia ser apresentado perante o tribunal da corte diante de Pilatos.
Atentemos a quanta humilhação passou Jesus, apanhando e sendo levado de um lado para outro e em tudo sendo seguido por uma multidão de descrentes.
E diante da situação em que vive a humanidade nos dias de hoje acredito eu que da mesma forma seria Jesus julgado. Da mesma forma teria 'judas' o traindo, e suicídios acontecendo por falta de arrependimentos verdadeiros, muitos seriam os que fugiriam de concílios a favor de Jesus, a favor de seu evangelho genuíno. E realmente, se observarmos, é o que tem acontecido, são muitos interessados em si somente, em coisas terrenas, com ganâncias, com heresias, e ainda há muitos deuses sendo adorado que não ao Deus Salvador.

Mas glórias a Deus, em suas misericórdias, ainda estamos sob a Graça de Deus, o sacrifício de Jesus, já consumado, não foi, nem será anulado, a todos quantos crerem, se arrepender verdadeiramente e o seguirem, terá a Salvação para uma vida eterna junto ao reino dos céus. Aleluia!
Há esperança no por vir! Em breve, muito breve, Jesus voltará em glória!



"Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens,
Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente,
Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo;
O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.
Tito2:11-14

“”

É a Nova Aliança de Deus para conosco fora firmada com a vida de Jesus, e quanta humilhação passou Ele, quão grande sofrimento, com um julgamento injusto nesta terra, e ainda por religiosos, sendo entregue ao Tribunal do governo terreno, mas tudo para que fosse cumprida a justiça de Deus.
Dá para imaginar tamanha fé que Jesus possuía como homem? sim viria a ser sacrificado, mas um sacrifício totalmente puro, sem manchas, sem defeito, com o suave cheiro do Amor, este sim o sacrifico agradável e aceitável por Deus, não pela injustiça do homem, mas na justiça de Deus, e tudo para que viesse a justificar o homem, lhe devolvendo a vida eterna em Sua imagem e semelhança; tudo com alto preço sendo pago por Jesus, que puro sem pecados, mas oferecida gratuitamente ao homem pecador.
E esta Aliança estava prestes a ser selada com o próprio sangue de Jesus derramado na cruz. Sim uma Aliança incorruptível pelo homem, pois Jesus fora ressuscitado e Vivo voltou ao Pai sendo coroado Rei Eternamente.
Mas se o homem quiser se firmar nela tem que entender que tão somente nos é oferecida em Cristo Jesus, que somente Nele é que nos firmamos nesta Aliança.
E como podemos desprezar tão maravilhosa Aliança de Amor? Não vale a pena procurarmos no Evangelho de Jesus, no Novo Testamento, a forma como agirmos? Temos visto um pouco nesta série de postagens, mas Deus nos fala individualmente a cada leitura feita a cada pregação ouvida, a cada louvor entoado, que estejamos atentos, para não ficarmos presos no tribunal terreno, cuja sentença é de morte, mas sim libertos em Cristo Jesus para vida eterna na Presença de Deus.



Não rejeiteis, pois, a vossa confiança, que tem grande e avultado galardão.
Porque necessitais de paciência, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa.
Porque ainda um pouquinho de tempo, E o que há de vir virá, e não tardará.
Mas o justo viverá pela fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.
Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma.
Hebreus 10:35-39

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; João 5: 39”

C O M P A R T I L H A R... isto é viver...é aprender...






Recomendo que clique no link indicado no final de cada postagem efetuada só com a introdução, para leitura integral do texto publicado na íntegra na folha CONTINUA.