Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

__________________VERSÍCULOS DO DIA ______________

E, tecendo uma coroa de espinhos, puseram-lha na cabeça, e em sua mão direita uma cana; e, ajoelhando diante dele, o escarneciam, dizendo: Salve, Rei dos judeus. Mateus27:29
E, havendo-o crucificado, repartiram as suas vestes, lançando sortes, para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Repartiram entre si as minhas vestes, e sobre a minha túnica lançaram sortes. Mateus 27:35
>
- se preferir texto parado, pare o mouse sobre o versículo-

Abaixo publico algumas anotações sobre estes versículos.
Não deixe de ler as citações bíblicas, pois delas é que compartilho
* Deus nos abençoe *
***
*Faça a sua reflexão sobre estes versículos, pois DEUS quer falar diretamente com você, lembre-se que ELE te chama pelo seu nome e quer escrevê-lo e mantê-lo no Livro da Vida Eterna.*
***

(Se necessário, ATUALIZE A FOLHA PARA VISUALIZAR AS ANOTAÇÕES DOS VERSÍCULOS DE HOJE
http://wwwcompartilhar.blogspot.com/


quarta-feira, 16 de maio de 2018

Aliança de Deus para com o homem -105, Jesus se entrega a prisão




Então disse Jesus à multidão: Saístes, como para um salteador, com espadas e varapaus para me prender? Todos os dias me assentava junto de vós, ensinando no templo, e não me prendestes.
Mateus26:55

Sabendo, pois, Jesus todas as coisas que sobre ele haviam de vir, adiantou-se, e disse-lhes: A quem buscais?
Responderam-lhe: A Jesus Nazareno. Disse-lhes Jesus: Sou eu. E Judas, que o traía, estava com eles.
Quando, pois, lhes disse: Sou eu, recuaram, e caíram por terra.
Tornou-lhes, pois, a perguntar: A quem buscais? E eles disseram: A Jesus Nazareno.
Jesus respondeu: Já vos disse que sou eu; se, pois, me buscais a mim, deixai ir estes;
João 18:4-8





Como vimos ontem Jesus se decidiu no Getsêmani ir até o fim fazendo a vontade do Pai, e desta forma o sacrifício iria acontecer, no entanto Judas influenciado por satanás, que queria impedir uma Nova Aliança de Deus para com o homem, achando que se morresse estaria acabado, e sabia o infeliz das Escrituras no entanto não tinha a revelação do Espirito Santo de que a sua morte é que traria vida ao homem, e assim se cumpre a traição por parte de Judas, mas atentemos muito bem a esta passagem da prisão de Jesus que não fora simplesmente preso, Ele próprio se entregou, e sendo ou não daquela forma iria se entregar em outra ocasião, pois já o houvera decidido, e de qualquer forma que viesse a ser preso seria injustamente, pois não era homem criminoso que fosse contra a lei, mas justo e puro.
Quanto a esta passagem da prisão de Jesus, já foram feitas algumas anotações aqui no blog, que vamos rever,
https://wwwcompartilhar.blogspot.com.br/2017/08/versiculos-do-dia-prisao-de-jesus.html

“”
Estando Jesus no Getsêmani, tendo acabado de falar aos seus discípulos que era chegada a hora, chega o traidor:


E, estando ele ainda a falar, eis que chegou Judas, um dos doze, e com ele grande multidão com espadas e varapaus, enviada pelos príncipes dos sacerdotes e pelos anciãos do povo.
E o que o traía tinha-lhes dado um sinal, dizendo: O que eu beijar é esse; prendei-o.
E logo, aproximando-se de Jesus, disse: Eu te saúdo, Rabi; e beijou-o.
Jesus, porém, lhe disse: Amigo, a que vieste? Então, aproximando-se eles, lançaram mão de Jesus, e o prenderam.


Judas cumpre ali o pacto que havia feito com os principais dos sacerdotes e com os escribas, e com um beijo entrega Jesus. E Jesus já conhecedor de que aquele beijo fora o sinal, mesmo assim chama Judas de amigo! Dá para entender? Talvez para trazer arrependimento a Judas. Mas sim era Judas um de seus amigos, um discípulo seu, a quem ensinou sobre o reino do céus, a quem prometeu a vida eterna, e mesmo assim trai a Jesus transformando o beijo, um sinal afetuoso de amizade e afeto em um símbolo de traição. E neste momento prenderam Jesus.
Atentemos que ali se reuniu uma multidão com espadas e porretes, na intenção de fazer grande estrago e prender a muitos, mas Jesus não fugiu, se entregou, o que fora de surpresa aos soldados que até cairam por terra diante de Jesus, no entanto Jesus pede-lhes que deixasse ir os discípulos, que levassem somente a Ele desde que era o que procuravam, Jesus se preocupava que os discípulos não fossem presos.

Sabendo, pois, Jesus todas as coisas que sobre ele haviam de vir, adiantou-se, e disse-lhes: A quem buscais?
Responderam-lhe: A Jesus Nazareno. Disse-lhes Jesus: Sou eu. E Judas, que o traía, estava com eles.
Quando, pois, lhes disse: Sou eu, recuaram, e caíram por terra.
Tornou-lhes, pois, a perguntar: A quem buscais? E eles disseram: A Jesus Nazareno.
Jesus respondeu: Já vos disse que sou eu; se, pois, me buscais a mim, deixai ir estes;
Para que se cumprisse a palavra que tinha dito: Dos que me deste nenhum deles perdi.

Mas Pedro, com seu instinto, puxou a espada na tentativa de proteger Jesus, no entanto Jesus não permite e ainda cura a orelha do soldado que fora ferido.

E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e, ferindo o servo do sumo sacerdote, cortou-lhe uma orelha.
Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.
Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de anjos?
Como, pois, se cumpririam as Escrituras, que dizem que assim convém que aconteça?
Então disse Jesus à multidão: Saístes, como para um salteador, com espadas e varapaus para me prender? Todos os dias me assentava junto de vós, ensinando no templo, e não me prendestes.
Mas tudo isto aconteceu para que se cumpram as escrituras dos profetas. Então, todos os discípulos, deixando-o, fugiram.
Mateus26:47-56

Atentemos que mesmo diante de tamanha dor Jesus ainda lhes da um ensinamento,que não era luta de carne e sangue, e que quem sacasse da espada a espada seria morto, e é bem assim em nossas lutas de espírito, nada podemos fazer com nossas mãos não é com nossa força, por mais que sejamos afrontados nossa luta não é carnal, não devemos usar de força e armas, pois nada conseguiremos de nós mesmos, como já houvera dito antes somente vigiando e orando, para sermos socorridos por Deus, exatamente como tivera sido ali Jesus sustentado pelo anjo do Senhor, e neste consolo que recebera é que estava ali enfrentando a situação.
Enquanto que seus discípulos sem mesmo serem ameaçados todos fugiram, deixando Jesus só. Os mesmos discípulos que haviam declarado que até a morte iriam com Jesus! E nós quando declaramos Jesus em nossas vidas como o vivenciamos em nosso dia a dia? Mesmo na angustia conseguimos dar o testemunho Dele em nossas vidas?

Atentemos que Jesus estava determinado em cumprir com o querer do Pai, pois já houvera orado se derramado, mas de si mesmo aceitou ser por sacrifício, desta forma estava em paz e foi na paz que se entregou, mesmo estando em grande aflição na carne não voltou a pedir anjos em seu socorro, já tinha se decidido para que tudo viesse a ser cumprido, e ainda protegendo os discípulos da prisão.
E ainda a todos os soldados exortou lhes dizendo que era ilegal aquela prisão, pois mesmo tentando o prender por alguma falha na lei em nenhum momento em que este entre eles pregando o prenderam, e que ali estavam todos muito bem armados para o fazer como se ele fosse algum criminoso, mas estava Ele ali se entregando, pois já chegada a sua hora.

E um deles feriu o servo do sumo sacerdote, e cortou-lhe a orelha direita.
E, respondendo Jesus, disse: Deixai-os; basta. E, tocando-lhe a orelha, o curou. (...)
Tenho estado todos os dias convosco no templo, e não estendestes as mãos contra mim, mas esta é a vossa hora e o poder das trevas.
Lucas22:47-53

Então Simão Pedro, que tinha espada, desembainhou-a, e feriu o servo do sumo sacerdote, cortando-lhe a orelha direita. E o nome do servo era Malco.
Mas Jesus disse a Pedro: Põe a tua espada na bainha; não beberei eu o cálice que o Pai me deu?
João18:1-11


Conseguimos ver do quão grande Amor de Jesus por nós? Que a si próprio se entregou por nós.



A prisão de Jesus fora totalmente ilegal, não só como vimos acima, mas também sob a visão jurídica, e ilegal também pelo dia, horário e local efetuada,, que aqui não entro em detalhes da questão, mas deixo um link muito interessante para este conhecimento : “ http://visaojuridica.uol.com.br/2017/02/09/a-prisao-de-jesus-cristo-sob-a-otica-do-direito/

“”

Atentemos que até naquele momento sendo preso, Jesus realiza um milagre na vida do soltado que teve sua orelha cortada. Pois sim por mais que a pessoa possa estar em caminho errado, sendo contra Jesus, com a Nova Aliança é assim até o final a pessoa tem oportunidade de receber o maior milagre de Jesus, que é dar ouvidos a Sua Palavra, se convertendo e recebendo Dele a salvação. 

Deu para entender que Jesus não foge, mas se entrega a prisão? Pois já houvera se decidido ir até o final, em ser o sacrifício que seria agradável ao Pai em favor do homem, dá para imaginar o tamanho de Amor que Jesus tinha pelo homem? Por nós?
Vejamos que tamanha fé em Deus tinha Jesus como homem, pois por mais que soubesse que aquela sua prisão era injusta, confiava na Justiça do Pai e que seu sacrifício não seria em vão. E não esperou simplesmente acontecer, poderia ainda ter fugido naquele momento, mas não! Por Amor se entregou.
Dá para entender que realmente Jesus firmou até o final a Aliança pelo homem para com o Pai Celestial? Pois sim, tão somente por Amor!



O qual, nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia.
Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu.
E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem;
Hebreus 5:7-9

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; João 5: 39”

C O M P A R T I L H A R... isto é viver...é aprender...






Recomendo que clique no link indicado no final de cada postagem efetuada só com a introdução, para leitura integral do texto publicado na íntegra na folha CONTINUA.