Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

__________________VERSÍCULOS DO DIA ______________

E foi Jesus apresentado ao presidente, e o presidente o interrogou, dizendo: És tu o Rei dos Judeus? E disse-lhe Jesus: Tu o dizes. Mateus27:11
E, respondendo o presidente, disse-lhes: Qual desses dois quereis vós que eu solte? E eles disseram: Barrabás. Disse-lhes Pilatos: Que farei então de Jesus, chamado Cristo? Disseram-lhe todos: Seja crucificado. Mateus27:21,22
>
- se preferir texto parado, pare o mouse sobre o versículo-

Abaixo publico algumas anotações sobre estes versículos.
Não deixe de ler as citações bíblicas, pois delas é que compartilho
* Deus nos abençoe *
***
*Faça a sua reflexão sobre estes versículos, pois DEUS quer falar diretamente com você, lembre-se que ELE te chama pelo seu nome e quer escrevê-lo e mantê-lo no Livro da Vida Eterna.*
***

(Se necessário, ATUALIZE A FOLHA PARA VISUALIZAR AS ANOTAÇÕES DOS VERSÍCULOS DE HOJE
http://wwwcompartilhar.blogspot.com/


sexta-feira, 28 de julho de 2017

Versículos do dia: Lavradores bons ou maus


Houve um homem, pai de família, que plantou uma vinha, e circundou-a de um valado, e construiu nela um lagar, e edificou uma torre, e arrendou-a a uns lavradores, e ausentou-se para longe.
Mateus21:33

O meu amado tem uma vinha num outeiro fértil.
E cercou-a, e limpando-a das pedras, plantou-a de excelentes vides; e edificou no meio dela uma torre, e também construiu nela um lagar; e esperava que desse uvas boas, porém deu uvas bravas.
Isaías5:1,2






Logo após ter sido indagado sob sua autoridade, Jesus continuava falando por parábolas, e contou a dos lavradores maus:

“Ouvi, ainda, outra parábola: Houve um homem, pai de família, que plantou uma vinha, e circundou-a de um valado, e construiu nela um lagar, e edificou uma torre, e arrendou-a a uns lavradores, e ausentou-se para longe.
E, chegando o tempo dos frutos, enviou os seus servos aos lavradores, para receber os seus frutos.
E os lavradores, apoderando-se dos servos, feriram um, mataram outro, e apedrejaram outro.
Depois enviou outros servos, em maior número do que os primeiros; e eles fizeram-lhes o mesmo.
Podemos comparar a vinha como o povo escolhido por Deus em uma terra aqui prometida, que os cercava de cuidados e livramentos, dava-lhes o suprimento, salva-os dos inimigos, tendo sobre eles as lideranças que os comandava, os principais dos sacerdotes, os fariseus. Mas por descumprimento e distorção da lei estavam afastados de Deus.
No entanto Deus misericordioso queria contato com seu povo e enviava profetas para os orientar de como deviam proceder para que frutificassem, mas os que deveriam os escutar para comandar o povo, as lideranças, os desprezavam, os feriam e até os matavam, ficando cada vez mas distanciados de Deus, esquecendo-se ser Deus o Criador, e Senhor de tudo.

Mesmo assim Deus continuava misericordioso, e por Amor, envia seu Filho Amado, para lhes falar diretamente:

“ E, por último, enviou-lhes seu filho, dizendo: Terão respeito a meu filho.
Mas os lavradores, vendo o filho, disseram entre si: Este é o herdeiro; vinde, matemo-lo, e apoderemo-nos da sua herança.
E, lançando mão dele, o arrastaram para fora da vinha, e o mataram.
Atentemos que aqueles lavradores tinham conhecimento de que o que fora enviado era filho do dono da vinha, e assim pelas Escrituras tinham conhecimento os principais sacerdotes e fariseus de que Jesus era o Messias prometido, e estavam a testemunhar dos sinais, prodígios e maravilhas que Jesus realizava, mesmo assim não o aceitavam e o desprezaram. E Jesus já sabia de tudo que viria a acontecer, por isto os exortavam, mas aqueles não querendo perder a autoridades que tinham em terra, viviam tentando pegar Jesus para matá-lo, não suportavam a autoridade com que Jesus exercia seu ministério. E como é de nosso conhecimento assim o fizeram.
Mas vejamos como Jesus continua a Parábola:

“Quando, pois, vier o senhor da vinha, que fará àqueles lavradores?
Dizem-lhe eles: Dará afrontosa morte aos maus, e arrendará a vinha a outros lavradores, que a seu tempo lhe dêem os frutos.
Diz-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra, que os edificadores rejeitaram, essa foi posta por cabeça do ângulo; pelo Senhor foi feito isto,
E é maravilhoso aos nossos olhos?
Portanto, eu vos digo que o reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma nação que dê os seus frutos.
E, quem cair sobre esta pedra, despedaçar-se-á; e aquele sobre quem ela cair ficará reduzido a pó.
E os príncipes dos sacerdotes e os fariseus, ouvindo estas palavras, entenderam que falava deles;
E, pretendendo prendê-lo, recearam o povo, porquanto o tinham por profeta.
Mateus21:40-46


Jesus lhes indaga como agiria o senhor da vinha, e pelos discípulos lhe é dito que este mataria os lavradores maus e daria a vinha a outros lavradores que dessem os frutos. E Jesus vos lembra das Escrituras, que já previam que seria rejeitado, mas que seria feito por cabeça do corpo.
Sendo os edificadores os judeus, que tinham a missão de construir um bom testemunho de Deus ao mundo, a pedra rejeitada o próprio Jesus. Mas Deus, o Dono de tudo quanto há, o assentou por pedra de esquina para outra obra, ou seja a pregação, por nós, do evangelho genuíno de Jesus ao mundo, sendo Jesus o próprio padrão, o alicerce de tudo.
Jesus prediz o que aconteceria, que o reino de Deus lhes seria tirado, ou seja que a salvação vinda aos judeus que não o aceitaram, seria estendida as outras nações para frutificar.
Mesmo sendo Jesus a pedra de alicerce para firmar a edificação, aqueles que caíssem sobre esta pedra seria para se despedaçar, assim como seria reduzidos ao pó aqueles sobre quem Ele cair. Aqueles que desprezarem Jesus, que não crer na Verdade por Ele pregada, a própria Palavra por Ele pregada será o que os julgará no final.
Atentemos ainda que sabiam os principais dos sacerdotes e os fariseus que Jesus lhes contou aquela parábola por causa deles, e ainda mais o queria matar, mas temiam as multidões então se afastaram.

Vejamos o que já tinha sido proferido por Isaías sobre a vinha do Senhor:


“Agora cantarei ao meu amado o cântico do meu querido a respeito da sua vinha. O meu amado tem uma vinha num outeiro fértil.
E cercou-a, e limpando-a das pedras, plantou-a de excelentes vides; e edificou no meio dela uma torre, e também construiu nela um lagar; e esperava que desse uvas boas, porém deu uvas bravas.
Agora, pois, ó moradores de Jerusalém, e homens de Judá, julgai, vos peço, entre mim e a minha vinha.
Que mais se podia fazer à minha vinha, que eu lhe não tenha feito? Por que, esperando eu que desse uvas boas, veio a dar uvas bravas?
Agora, pois, vos farei saber o que eu hei de fazer à minha vinha: tirarei a sua sebe, para que sirva de pasto; derrubarei a sua parede, para que seja pisada;
E a tornarei em deserto; não será podada nem cavada; porém crescerão nela sarças e espinheiros; e às nuvens darei ordem que não derramem chuva sobre ela.
Porque a vinha do Senhor dos Exércitos é a casa de Israel, e os homens de Judá são a planta das suas delícias; e esperou que exercesse juízo, e eis aqui opressão; justiça, e eis aqui clamor.
Isaías5:1-7

Sim a profecia se cumpriu sobre Jerusalém, sobre Israel, os judeus que não aceitaram Jesus. Mas vejamos a vinha fora dada a outras nações, a nós para frutificar, para tanto o evangelho, as diretrizes, o padrão, a pedra de esquina, a Palavra da Verdade nos foi para isto pregada por Jesus, e por nós foi pago por Ele o maior preço já estipulado. O sacrifício perfeito já foi executado alí na cruz…
E hoje o que se colhe da vinha? Uvas boas somente? Ou tem as uvas bravas também?
O que mais falta ser feito nesta vinha? Se o próprio Jesus não veio condenar mas sim salvar? Que mais queremos? 
Lembramos do feito de Deus? Ou ainda muitos são como os judeus que preferem as trevas em vez da Luz?

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más.
Porque todo aquele que faz o mal odeia a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que as suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus.
João3:16-21

Tudo já fora feito por Deus, agora depende de nós se uvas boas ou bravas, Ele espera somente uvas boas diante de tão maravilhosa Graça que nos concedeu. Mas depende de cada um de nós.
Ficando o alerta a quem está como lavradores, se bons ou maus.
Lembrando que Deus é Bom sim, mas também é Justo.
Ninguém escapará do juízo final, cada lavrador prestará conta de sua vinha.
Assim como a Pedra é para edifício ou para tropeço, assim é a Palavra, a mesma que salva é a que julgará naquele dia.


“Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados,
Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários.
Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas.
De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça?
Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo.
Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.
Hebreus10:26-31
Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?
Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da manifestação do juízo de Deus;
O qual recompensará cada um segundo as suas obras; a saber:
A vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, honra e incorrupção;
Mas a indignação e a ira aos que são contenciosos, desobedientes à verdade e obedientes à iniqüidade;
Romanos2:4-8


Ou não cremos em Jesus e o tenhamos apenas como um homem comum, logo o desprezaremos por mais que seja feito como profeta, ou cremos ser Jesus o Filho de Deus, e que o Espirito Santo é sobre nós, o próprio e Único Deus que nos sustém, livra e salva, e assim nos rendermos aos seus pés.
Ou aclamamos Jesus como Rei em nossos corações o que resultará em vida ou o rejeitamos o que resultará em juízo.
Ou somos uvas boas ou bravas. Lavradores bons ou ruins.
Não há meio termo, e nada mais será feito, em breve Jesus voltará para o juízo final.
Que reconheçamos a Maravilhosa Graça de Deus sobre nós, que sejamos herdeiros do reino dos céus!




Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.
João5:24

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; João 5: 39”

C O M P A R T I L H A R... isto é viver...é aprender...






Recomendo que clique no link indicado no final de cada postagem efetuada só com a introdução, para leitura integral do texto publicado na íntegra na folha CONTINUA.