Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

__________________VERSÍCULOS DO DIA ______________

E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós. João14:16,17
Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito João14:26
>
- se preferir texto parado, pare o mouse sobre o versículo-

Abaixo publico algumas anotações sobre estes versículos.
Não deixe de ler as citações bíblicas, pois delas é que compartilho
* Deus nos abençoe *
***
*Faça a sua reflexão sobre estes versículos, pois DEUS quer falar diretamente com você, lembre-se que ELE te chama pelo seu nome e quer escrevê-lo e mantê-lo no Livro da Vida Eterna.*
***

(Se necessário, ATUALIZE A FOLHA PARA VISUALIZAR AS ANOTAÇÕES DOS VERSÍCULOS DE HOJE
http://wwwcompartilhar.blogspot.com/


quinta-feira, 27 de julho de 2017

Versículos do dia: A autoridade de Jesus


E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derribou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas;
Mateus21:12

E, avistando uma figueira perto do caminho, dirigiu-se a ela, e não achou nela senão folhas. E disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente.
Mateus21:19






Jesus em seu ministério pregava, expelia demônios, curava, ensinava, sempre com autoridade, e esta provinha do Pai Celestial.
Entrando no templo em Jerusalém ficou perplexo com tamanho comércio que tinham transformado o lugar, onde muitos exploravam com preços abusivos animais para sacrifício, outros utilizavam para passagem apenas para encurtar o caminho, e com toda autoridade os expulsou dali, ensinado que nas escrituras estava escrito que o templo seria chamado de casa de oração, e que ali o tinham transformado em covil de ladrões.

E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.
Mateus21:12,13

“É pois esta casa, que se chama pelo meu nome, uma caverna de salteadores aos vossos olhos? Eis que eu, eu mesmo, vi isto, diz o Senhor.
Jeremias7:11

Já em outra oportunidade Jesus tinha usado da mesma autoridade para purificação do templo:

“E estava próxima a páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.
E achou no templo os que vendiam bois, e ovelhas, e pombos, e os cambiadores assentados.
E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas;
E disse aos que vendiam pombos: Tirai daqui estes, e não façais da casa de meu Pai casa de venda.
João2:13-16

E quantos templos até hoje são utilizados para comércio, vende-se de tudo desde amuletos utilizados como objetos de benção, até diversos produtos para angariar verbas para a obra, sem se importarem com o ensinamento de Jesus que repugnou a tudo isto. Sendo Jesus o Único e suficiente Salvador, o que deve estar a frente de qualquer trabalho para a obra de Deus.

E com relação a 'templo' lembremos que nós somos 'templo do Espirito Santo de Deus' , e como estamos administrando este 'templo'? temos buscado por purificação, santificação, através de Jesus?
Reconhecemos da autoridade que tem Jesus sobre nosso templo?
E confiamos plenamente no templo que está no céu? Buscamos ser revestidos pela fé?
Confiamos na autoridade que tem Jesus, e na autoridade que nos deu em Seu Nome? Estamos colocando em prática desta autoridade?

“Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.
Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
João4:23,24
Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
1Coríntios 3:16
Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
1Coríntios 6:19
Porque sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos de Deus um edifício, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus. (...)
Ora, quem para isto mesmo nos preparou foi Deus, o qual nos deu também o penhor do Espírito.
2Coríntios 5:1-5
“Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.2Coríntios 7:1
“Por isso, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malícia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas.Tiago1:21


Quem nada gostava da autoridade que Jesus exercia eram os escribas, fariseus, os príncipes do sacerdócio, que possuíam autoridade naquela época, assim estavam sempre buscando oportunidade de prender e matar Jesus, mas temiam a multidão que se admiravam da doutrina de Jesus.
Mas Jesus continuava seu ministério com toda a autoridade, realizando curas no templo, sobre o que as crianças o louvavam, e até isto incomodava os escribas, mas também nisto Jesus lhes lembrava das escrituras, em nada se deixando abalar.

“E os escribas e príncipes dos sacerdotes, tendo ouvido isto, buscavam ocasião para o matar; pois eles o temiam, porque toda a multidão estava admirada acerca da sua doutrina.
E, sendo já tarde, saiu para fora da cidade.
Marcos11:15-19

“E foram ter com ele no templo cegos e coxos, e curou-os.
Vendo, então, os principais dos sacerdotes e os escribas as maravilhas que fazia, e os meninos clamando no templo: Hosana ao Filho de Davi, indignaram-se,
E disseram-lhe: Ouves o que estes dizem? E Jesus lhes disse: Sim; nunca lestes: Pela boca dos meninos e das criancinhas de peito tiraste o perfeito louvor?
E, deixando-os, saiu da cidade para Betânia, e ali passou a noite.
Mateus21:14-17

Ainda com toda autoridade Jesus ordena a uma figueira que nunca mais teria frutos e esta secou.
Mas atentemos que Jesus havia visto naquela figueira as folhas, o que significava então que teria frutos, pois a figueira produz primeiro o fruto e logo em seguida as folhas, e estando Ele com fome foi para dela comer, e não achou os frutos que enganosamente ela, a figueira, induzia que os tinhas com a folhagem, mesmo não sendo época de frutos e deveria ela então estar sem folhas.
Aproveitando ainda para incentivar a fé, e a prática de oração nos discípulos, bem como se não duvidassem, ou seja com autoridade, firmeza e certeza.

“E, de manhã, voltando para a cidade, teve fome;
E, avistando uma figueira perto do caminho, dirigiu-se a ela, e não achou nela senão folhas. E disse-lhe: Nunca mais nasça fruto de ti! E a figueira secou imediatamente.
E os discípulos, vendo isto, maravilharam-se, dizendo: Como secou imediatamente a figueira?
Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até se a este monte disserdes: Ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito;
E, tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis.
Mateus21:18-22

E quantos são os templos como aquela figueira que tentam enganar exteriormente que possuem uma vida frutífera, com luxurias e glamour, quando na verdade não pregam o evangelho genuíno de Jesus, fazem comercio com a obra de Deus. 
Lembrando que o fruto do espírito são internos e aparecem para saciar a vontade de Deus em nós para com o próximo em todo o tempo
E se Jesus se achegar ao nosso viver diário encontrará fruto? Ou apenas palavras sem proveito jogadas da boca para fora em discursos no templo ou fora dele. Encontrará obras dignas realizadas com fé espiritual, ou apenas obras da carne que danificam o nosso templo espiritual.
Estamos buscando por santificação em Cristo Jesus?
Estamos exercendo da autoridade que Jesus nos dera com o Espirito Santo em nós?

“Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.
Gálatas5:22


E estando principais dos sacerdotes, e os escribas, e os anciãos ainda inconformados com a autoridade exercida por Jesus no templo, o indagaram com que autoridade fazia tais coisas e ainda quem lhes dera de tal autoridade. Mas Jesus conhecedor de seus corações, que queriam lhe prender, não responde, em vez disto tenta os pegar em suas próprias consciências, lhes perguntando sobre o batismo de João, e ao disserem não saber fica Jesus sem lhes responder a indagação inicial.

E, chegando ao templo, acercaram-se dele, estando já ensinando, os príncipes dos sacerdotes e os anciãos do povo, dizendo: Com que autoridade fazes isto? e quem te deu tal autoridade?
E Jesus, respondendo, disse-lhes: Eu também vos perguntarei uma coisa; se ma disserdes, também eu vos direi com que autoridade faço isto.
O batismo de João, de onde era? Do céu, ou dos homens? E pensavam entre si, dizendo: Se dissermos: Do céu, ele nos dirá: Então por que não o crestes?
E, se dissermos: Dos homens, tememos o povo, porque todos consideram João como profeta.
E, respondendo a Jesus, disseram: Não sabemos. Ele disse-lhes: Nem eu vos digo com que autoridade faço isto.
Mateus21:23-27

E quantos são até hoje que não querem se aprofundar em conhecer e ensinar da autoridade de Jesus para não perderem de autoridades terrenas que possuem.
Mas com autoridade Jesus continuava ensinando, contando a parábola dos dois filhos e a vinha:

Mas, que vos parece? Um homem tinha dois filhos, e, dirigindo-se ao primeiro, disse: Filho, vai trabalhar hoje na minha vinha.
Ele, porém, respondendo, disse: Não quero. Mas depois, arrependendo-se, foi.
E, dirigindo-se ao segundo, falou-lhe de igual modo; e, respondendo ele, disse: Eu vou, senhor; e não foi.
Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram-lhe eles: O primeiro. Disse-lhes Jesus: Em verdade vos digo que os publicanos e as meretrizes entram adiante de vós no reino de Deus.
Porque João veio a vós no caminho da justiça, e não o crestes, mas os publicanos e as meretrizes o creram; vós, porém, vendo isto, nem depois vos arrependestes para o crer.
Mateus21:28-32

Vejamos que o pai tinha autoridade sobre seus filhos e da mesma forma lhes ordenava irem trabalhar na vinha, mas ambos receberam de uma forma e depois agiram de outra. Jesus então compara com o ministério de João que não fora aceito por muitos, embora que aceito por meretrizes e publicanos, que descumpriam com a lei, e estes entrarão primeiro no reino dos céus. (É naquele dia teremos muitas surpresas….)
E quantos são hoje ainda diante da autoridade de Jesus sobre nossas vidas como aqueles filhos ali, alguns não aceitam, mas se arrependem e seguem o Caminho rumo ao reino dos céus, enquanto outros dizem sim Senhor, mas não obedecem seus mandares, não seguindo pelo Caminho da Verdade.
Portanto de nada adianta dizer sim Senhor e não reconhecer da autoridade que tem Jesus e obedecer ao seu mandar no dia a dia.
Mesmo diante de tantos testemunhos que temos sobre a autoridade de Jesus, mesmo depois de nos ter resgatado por tão grande preço, quantos ainda não aceitam desta autoridade, purificação e salvação, ficando distante da maravilhosa Graça de Deus, sem herdarem do reino dos céus.



“ Ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém.
Judas1:25

Nenhum comentário:

Postar um comentário

“Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; João 5: 39”

C O M P A R T I L H A R... isto é viver...é aprender...






Recomendo que clique no link indicado no final de cada postagem efetuada só com a introdução, para leitura integral do texto publicado na íntegra na folha CONTINUA.